Clubes da Série B decidem pedir à CBF início uma semana depois do Brasileirão

Os 20 participantes entendem que a disputa pode acontecer de 14 de agosto até, no máximo, 31 de janeiro

Um dia após a CBF projetar o início da Série B para 8 de agosto, os clubes da segunda divisão nacional decidiram, em reunião por videoconferência ontem, levar à entidade máxima do futebol brasileiro o pedido para que a competição comece quase uma semana depois.

Os 20 participantes entendem que a disputa pode acontecer de 14 de agosto até, no máximo, 31 de janeiro. As 38 rodadas, com turno e returno, será mantida na proposta, que ainda será analisada pelo presidente da CBF, Rogério Caboclo.

A solicitação é para tentar evitar que as primeiras rodadas da Série B aconteçam simultaneamente à reta final de alguns estaduais, o que poderia atrapalhar o planejamento em função de datas e também desgaste dos atletas.

Como a realidade é diferente em relação aos times da elite, os clubes da Série B também alegam que, com duas rodadas por semana, é possível terminar antes de fevereiro, como foi previsto no "novo calendário", já que nenhuma equipe não disputa torneios internacionais (Libertadores e Sul-Americana) e muitas sequer estão na Copa do Brasil.

Alguns clubes defendem que a Série B acabe em dezembro, mas a maioria considera inviável diante do calendário apertado.

 

Mando de campo – Sobre o mando de campo, o modelo será seguido conforme o que ficou alinhado na reunião entre CBF e Comissão Nacional dos Clubes na última quinta. Como nem todos clubes podem conseguir autorização de prefeitura para liberar partidas, foi discutida a transferência de jogos para outras cidades, que tenham liberação de realizarem eventos esportivos. Os jogos estão previstos sem público.