Confira a situação dos elencos dos 4 últimos adversários do MAC

No dia 25 de maio, todos os 16 participantes perderam parte de seus grupos de atletas com o fim de seus contratos

Por Jorge Luiz

Mesmo sem a confirmação da data de retorno do Campeonato Paulista da Série A-3, que deve voltar na segunda quinzena de agosto, a reportagem JM fez um levantamento dos elencos dos quatro últimos adversários do Marília Atlético Clube (MAC), na 1ª fase. No dia 25 de maio, todos os 16 participantes perderam parte de seus grupos de atletas com o fim de seus contratos.

Os jogadores que possuem vínculo pelo menos até o final desta temporada estão registrados pelas agremiações no site da Federação Paulista de Futebol (FPF). O levantamento é baseado nesses números. Primeiro adversário maqueano no retorno do estadual, o Grêmio Osasco possui 14 dos 26 jogadores da listagem principal, mais os atletas de ‘Lista B’ (das categorias de base).

O Capivariano, que virá na rodada seguinte, também tem à disposição opções da ‘Lista B’ e conta ainda com nove nomes da listagem principal. Entre eles está o lateral-esquerdo Lucas Praxedes, que conquistou o acesso com o Marília na 4ª Divisão de 2019. O Desportivo Brasil, que o MAC irá encarar na penúltima partida, tem somente seis dos 26 atletas da listagem principal e nomes da ‘Lista B’.

A situação mais agravante é a do Barretos, último adversário do Marília na 1ª fase. O clube tem apenas um nome da listagem principal ainda com contrato (meia-atacante Rodriguinho). Mesmo podendo recontratar 25 jogadores, a agremiação não paga os salários dos jogadores que atuaram até a 11ª rodada desde fevereiro (antes da pandemia do coronavirus).

 

MAC – No registro de atletas da FPF, o Alviceleste tem somente dois jogadores da listagem principal no sistema: o lateral-esquerdo Edu Pina e o volante Levi, que possuem contrato até novembro. Os demais encerraram seus vínculos no dia 25 de maio. Inscrito na ‘Lista B’, o centroavante Gustavo Nescau também consta no sistema e com contrato profissional até fevereiro de 2023. Já o atacante Liniquer, tem vínculo até o final do ano, mas após a disputa da Copa São Paulo Junior (em janeiro) foi liberado.

Apesar de ter apenas três jogadores aptos para o retorno da Série A-3, o Marília já conta com praticamente todo seu elenco recontratado. São 12 reforços que já assinaram o pré-contrato e sete que aceitaram a renovação, em um total de 22 garantidos. As outras quatro vagas serão preenchidas, mas a diretoria disse que nesse momento não há pressa.

O remanescentes são os goleiros Thiago Moraes, Igor Castro e Felipe Mosquete; o lateral Edu Pina, os volantes Fabrício e Levi; o meia-atacante Kelvy e os atacantes Lucas Formiga e Wellington. Dos reforços, apenas quatro nomes foram ‘descobertos’: lateral-direito Everaldo Potiguar (PSTC-PR), volante Léo Couto (PSCT-PR), zagueiro Cristiano (Goiânia-GO) e meia Mossoró (Novo Hamburgo-RS).

O Marília está na penúltima posição (15º lugar) da Série A-3, com 11 pontos e dentro da zona do rebaixamento. Entretanto, o time está somente a três pontos do Desportivo Brasil (8º colocado), última agremiação dentro do G-8 (zona de classificação) para as quartas de final.