Idoso que morreu com Covid-19 foi internado para tratar infecção urinária

Asilo emitiu nota oficial. O resultado de exame feito nos demais idosos ficará pronto em uma semana

 

Foto: Reprodução

Morreu o morador do Lar São Vicente de Paulo que estava com Covid-19. Ele tinha 81 anos e foi internado para o tratamento de uma infecção urinária no último dia 12 de junho. O idoso morreu no hospital e ainda não há informações oficiais sobre onde o paciente contraiu a doença pandêmica. Há três funcionários do asilo afastados da entidade por contaminação e suspeita de Coronavírus.

O morador do asilo passou por atendimento de saúde na rede municipal no dia 4 de junho, sendo portador de doenças crônicas, hipertensão arterial e doenças da próstata.

Com o agravamento do quadro, ele foi internado na Santa Casa de Misericórdia no dia 12. Dez dias depois o Município divulgou seu diagnóstico positivo de Coronavírus e na noite de terça-feira o paciente veio a óbito, sendo a oitava vítima fatal da doença pandêmica em Marília.

Sua morte entrou no boletim municipal de Covid-19 dessa quarta (24), que horas depois ainda teve uma segunda edição com mais duas mortes, totalizando dez óbitos por Coronavírus em Marília.

O idoso pode ter contraído a Covid-19 no asilo, na saída para atendimento médico ou no hospital, antes do isolamento pela suspeita de Coronavírus. A Santa Casa não se pronunciou sobre o assunto.

Asilo tem 3 funcionários afastados por Covid

O Lar São Vicente de Paulo emitiu nota oficial onde menciona que três colaboradores foram afastados da entidade por confirmação (um deles) e suspeita (os outros dois) de Covid-19.

Os testes rápidos foram aplicados nos 30 funcionários entre os dias 23 e 24 (essa terça e quarta-feira), por conta do diagnóstico positivo de Coronavírus no idoso.

Também nessa data, a equipe de enfermagem do UBS Cascata esteve no Lar para realizar a coleta Swab Naso-orofaringe (exame de Covid-19). O resultado estará disponível em sete dias. A Secretaria Municipal da Saúde informou que há uma moradora em isolamento no próprio asilo por sintomas respiratórios.

Asilos no Enfrentamento à Covid-19

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social ressaltou que as três instituições de longa permanência do idoso (asilos) têm seguido todas as orientações e determinações quanto à pandemia, recebendo repasse de recurso federal para o investimento no enfrentamento da Covid-19.

O recurso pode ser aplicado, como exemplo, na contratação de mais funcionários, na aquisição de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e na estruturação do isolamento por segurança, no caso de haver pessoas com sintomas suspeitos.

A Secretaria Municipal da Saúde ainda teria um planejamento de estender os testes de Covid-19 para os outros dois asilos da cidade, Casa do Caminho e Mansão Ismael, em função do óbito do morador do Lar São Vicente de Paulo. Já que os idosos integram o grupo de risco da doença.

Nota oficial do Lar São Vicente de Paulo

Na nota oficial do Lar São Vicente de Paulo, a diretoria reitera que “todas as medidas necessárias para controle e prevenção da Covid-19 foram tomadas”. Incluindo a suspensão de visitas desde o dia 16 de março.

“Aos familiares e amigos dos 50 internos do Lar São Vicente de Paulo, afirmamos que nossa luta será ainda maior na prevenção à Covid-19, razão pela qual pedimos orações. Neste momento precisamos de muita força na manutenção do nosso trabalho, historicamente reconhecido pela comunidade”.

Assistência Social alerta para o cuidado com doações

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social alerta para o cuidado com a entrega de doações às entidades, ILPIs (Longa Permanência do Idoso) e as demais também.

Isso por conta do risco da presença de voluntários e de embalagens, porventura, contaminadas. A pasta sugere o contato com o Fundo Social de Solidariedade ou a própria secretaria, que conhecem o melhor direcionamento de doações e realizam a entrega de forma segura.

“Essas doações podem ser feitas através desses serviços públicos, que possuem equipes técnicas preparadas e comprometidas com a destinação segura e para quem mais necessita”, frisou a gestora de Assistência Social do Município, Wania Lombardi.