Citroën C4 vira elétrico e ganha estilo de cupê misturado com hatch inspirado nos antepassados

Nova geração do modelo também terá versões a gasolina e diesel

A Citroën revelou na última terça-feira (16) a nova geração do C4, que ganha formato de cupê e uma versão totalmente elétrica.

É possível dizer que, mesmo entrando para o mundo dos elétricos, o novo C4 chega com um olho no passado da Citroën - o que não quer dizer defasagem, mas tradição.

Isso diz respeito principalmente ao seu desenho, com traços ousados e polêmicos, tradicionais nos carros mais antigos da francesa. A dianteira tem os LEDs superiores ligados à grade, enquanto os faróis principais ficam logo abaixo e têm formato parecido com o de uma gota.

Na versão a combustão, a grade tem a trama diagonal que reproduz o chevron da marca. A traseira possui uma grande profusão de vincos e relevos, com lanternas interligadas por uma barra preta, um filete de LEDs posicionado acima das lanternas e um aerofólio cortando a janela traseira.

Ainda na aparência, o C4 também remete ao passado no formato da carroceria. O estilo de cupê misturado com hatch tem ligações com os antigos BX, ZX e Xsara. O vidro traseiro recortado pelo aerofólio tem como inspiração o C4 VTR, de 2004.

O sistema hidráulico da suspensão também vem dos antepassados e promete uma condução silenciosa e confortável.

Em comparação ao exterior, o interior do hatch tem um visual mais "comportado, com linhas limpas e horizontais. É possível notar o quadro de instrumentos digital, o head-up display e a grande central multimídia "flutuante". Os comandos de ar-condicionado permanecem físicos.

As especificações técnicas do modelo, bem como os equipamentos, permanecem em segredo. O que se sabe, por enquanto, é que ele terá versões a gasolina, a diesel e elétrica. Mais detalhes e imagens serão apresentados no próximo dia 30.