COB vai enviar 200 atletas para treinar na Europa por seis meses

O COB arcará com passagem, hospedagem e alimentação da delegação ao longo de seis meses

O COB (Comitê Olímpico do Brasil) enviará uma delegação de cerca de 200 atletas, divididos em grupos de julho a dezembro, para treinamentos na Europa. O anúncio foi feito às Confederações Olímpicas em reunião ontem. No fim de abril, o diretor de esportes, Jorge Bichara, já havia revelado os planos levar alguns dos principais nomes do esporte nacional para o exterior.

“Esse é um dos nosso planos, buscar locais onde você consiga ter uma condição de treinamento com segurança e qualidade”, disse Bichara. A medida faz parte do Programa Emergencial de Apoio ao Sistema Olímpico, cujas primeiras ações foram apresentadas no dia 18 de maio, marco de dois meses do isolamento social provocado pelo combate à pandemia do novo coronavírus. Portugal é o primeiro país já confirmado, e foi escolhido por estar em um estágio avançado no enfrentamento à Covid-19 e pelo relacionamento existente com o Comitê Olímpico daquele país, que já havia sido escolhido como base principal de aclimatação do Time Brasil para os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

“O COB entende o momento peculiar que todo o mundo está passando, com impacto direto em todos os segmentos da sociedade, inclusive o esporte. Nesse sentido, cumprimos nosso papel de manter o Sistema Olímpico saudável e oferecer a nossos atletas as melhores condições de treinamento e performance, com a máxima segurança”, afirma o presidente da entidade, Paulo Wanderley Teixeira.

A missão, que deverá incluir atletas e oficiais de diversas modalidades, está em fase final de planejamento. O COB arcará com passagem, hospedagem e alimentação da delegação ao longo de seis meses. O investimento será coberto por parte dos R$ 15 milhões previstos no orçamento da entidade de 2020 dentro do Programa de Preparação Olímpica oriundos da Lei das Loterias. "A escolha por Portugal, primeiro país já confirmado para receber o Time Brasil, respeitou as condições de segurança de saúde, o protocolo de treinamento e as medidas de isolamento impostas pelas autoridades locais", diz o COB, em nota.

“Temos uma relação estreita com o Comitê Olímpico Português e já tínhamos iniciado as negociações para a Missão Paris 2024. Com a pandemia, acreditamos que usar as instalações esportivas portuguesas nos permitirá oferecer aos atletas locais seguros e de alto nível para que retomem suas atividades”, explica o diretor geral do COB e campeão olímpico de judô, Rogério Sampaio.

Portugal teve 32.700 casos de Covid-19 e 1.424 mortes. O país, que faz divisa apenas com a Espanha, tem pouco mais de 10 milhões de habitantes. O Brasil, com mais de 209 milhões de habitantes tem mais de 519 mil casos e 29.534 mortes, segundo os últimos dados divulgados.