Mesmo com quarentena homicídios crescem 100% em Marília

Mortes no trânsito, estupros, tráfico de drogas e furtos tiveram queda, enquanto roubo registrou estabilidade

Por Matheus Brito

Mesmo com a determinação do isolamento social, a violência cresceu em Marília no mês de abril. Estatística divulgada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) aponta aumento de 100% nos crimes de homicídios e tentativas de assassinato. Em contrapartida, a quarentena provocou queda nos estupros, furtos, flagrantes por tráfico de entorpecentes, e estabilidade nos roubos.

Segundo os números oficiais do quarto mês do ano, foram contabilizados dois casos de homicídio em Marília contra “apenas” um no mesmo período do ano passado. A polícia também registrou duas tentativas de assassinato contra uma em abril de 2019.

As mortes em acidentes de trânsito foi a estatística que a apresentou maior queda no período. Nenhum óbito em colisão no perímetro urbano ou rodovia de Marília foi contabilizado em Marília contra quatro em 2019, indicando retração de 100%.

Já o crime de estupro teve diminuição de 50% no período do isolamento social. Nos 30 dias de abril, ocorreram cinco casos de violência sexual contra a mulher contra dez no mesmo período do ano passado.

Os furtos também tiveram queda de 34,4%. Ao todo foram 118 ocorrências contra o patrimônio contra 180 em abril de 2019.

A produtividade policial também registrou queda na quarentena. Os flagrantes por tráfico de entorpecentes diminuíram 30,7% no período. Foram 27 ações em abril contra 39 em 2019.

O delito de roubo se manteve estável no quarto mês do ano em Marília. Ao todo foram contabilizados sete casos de assalto no período, número idêntico ao registrado no ano passado.