Plano municipal prevê reabertura do comércio a partir de 1º de junho

Antes de levar a proposta ao Conselho Municipalista, prefeito discutiu o formato com autoridades locais ligadas ao comércio

 

Foto: Divulgação

Um plano municipal, apresentado nessa sexta-feira, prevê a reabertura do comércio a partir do dia 1º de junho. “Marília em Combate” traz as medidas de controle e segurança a serem adotadas por todos os estabelecimentos para que a retomada das atividades seja possível.

O prefeito Daniel Alonso apresentou o plano Marília em Combate na 4ª Reunião do Conselho Municipalista na tarde dessa sexta-feira (22). Esse conselho, idealizado pelo governador João Doria, reúne os 15 prefeitos das regiões administrativas de São Paulo, além de secretários estaduais, do vice-governador Rodrigo Garcia e do próprio governador.

O plano de Marília foi aprovado e prevê o retorno das atividades comerciais, paralisadas em função da pandemia, no dia 1º de junho, com a abertura do comércio em dois turnos, das 8h às 13h30 e das 13h30 às 18h.

O Marília em Combate também traz as medidas de controle e segurança a serem adotadas por todos os estabelecimentos para que possam retomar suas atividades, visando a segurança de colaboradores e população em geral.
“Nesta reunião do Conselho Municipalista deixamos claro ao secretário Marco Vinholi que o comércio de Marília não está aguentando mais a situação e precisa ser reaberto, evidentemente seguindo todas as normas de segurança”, disse o prefeito.

Os demais prefeitos que falaram depois seguiram na mesma linha. Daniel Alonso acredita que o governador fará essa flexibilização, principalmente no interior. A próxima reunião do Conselho Municipalista irá acontecer na terça-feira (26), às 16h.

Antes de levar o plano ao conhecimento do conselho municipalista, Daniel Alonso discutiu seu planejamento com a Acim (Associação Comercial e Industrial de Marília), o Sindicato dos Comerciários e o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Marília e Região.