Base Aérea do Galeão vira estacionamento da Latam

Treze aviões Airbus A319, A320 e A321 estão estacionados no pátio da Base Aérea do Galeão desde o dia 9 de abril.

Treze aviões Airbus A319, A320 e A321 estão estacionados no pátio da Base Aérea do Galeão desde o dia 9 de abril.

Como acontece em outros países, a empresa Latam está com a maior parte dos voos suspensos e precisa estacionar suas aeronaves durante o período crítico da pandemia de Covid-19.

O uso do pátio da Base Aérea do Galeão é temporário e foi permitido pela Medida Provisória nº 945, publicada cinco dias antes. A empresa não precisará pagar pela cessão do espaço. Por outro lado, a União não pode arcar com custos nem irá se responsabilizar por eventuais danos. Outras companhias aéreas também poderão estacionar aeronaves em localidades indicadas pelo Comando da Aeronáutica.

A maior parte da frota de aviões comerciais do Brasil está parada desde meados de março. A aviação comercial foi uma das atividades mais afetadas pela pandemia da Covid-19, com redução no tráfego de quase 90%, além de uma drástica queda na demanda nos voos remanescentes.