Após 2 meses em casa, mariliense comemora volta aos treinamentos

Thiago Braz: “Só se reconhece o bom quando se passa pelo ruim”

O mariliense Thiago Braz anunciou nesta semana, em sua rede social, o retorno às atividades indoor e em pista aberta no Centro Olímpico de Treinamento de Formia, na Itália, onde treina sob a supervisão do ucraniano Vitaly Petrov. Desde o início de março, o campeão olímpico do salto com vara estava improvisando os treinos no quintal de casa, enquanto seguia as orientações de restrição da quarentena por causa da pandemia de Covid-19 no país.

“Só se reconhece o bom quando se passa pelo ruim. Vocês não têm ideia quanto fiquei feliz por voltar aos treinamentos no Coni (Centro de Treinamento Nacional) , ainda com todas as prevenções e restrições.. Retornar aos treinos foi um sonho. Não só para mim, mas para outros atletas. Quando entrei e tive a oportunidade de saltar, foi uma alegria enorme”, comentou o medalhista de ouro da Rio 2016.

Apesar de celebrar o retorno nas atividades, Thiago também lamentou os problemas que atingem outros países, como o Brasil, em decorrência da pandemia: “Fico triste principalmente pelo Brasil, que enfrenta ainda muitas dificuldades. Tudo passará. Devemos nos manter fortes e esperançosos.”

Com mudanças no calendário do atletismo em 2020, o brasileiro preferiu dar prioridade aos treinos em vez de participar de competições previstas para o segundo semestre:

“Precisamos correr atrás do tempo perdido, com improvisações. Tudo ainda é muito incerto, devido à pandemia, então fica difícil falar sobre o retorno aos meetings. Se tiver a oportunidade, quero fazer bons resultados ainda em 2020. Meus treinadores estão analisando tudo”, afirmou o recordista brasileiro, sul-americano e olímpico com a marca de 6,03 m obtida na Olimpíada do Rio-2016.

Quando a pandemia estourou na Itália, o atleta participava de torneios na Europa. Para não correr riscos, preferiu não retornar ao Brasil e aproveitou a companhia de Vitaly para seguir treinando no Centro de Treinamento.

Thiago Braz comentou sobre o adiamento dos Jogos e acredita que todos terão a oportunidade de se preparar melhor para Tóquio com a mudança para 2021. “Temos de tirar algo positivo de todos os momentos difíceis. Agora, todos vão poder se preparar melhor para a Olimpíada. Acredito que no ano que vem os Jogos serão um grande espetáculo. Do jeito que estava, ninguém conseguiria fazer uma preparação em alto nível, como se exige. Foi a melhor decisão a ser tomada”, concluiu o atleta, que ficou em quinto lugar no Mundial de Doha-2019.

Thiago Braz terminou a temporada do ano passado na quinta colocação no Ranking da World Athletics, com 5,92 m. O resultado foi alcançado na etapa da Liga Diamante de Mônaco, em 12 de julho.