Fifa ordena que Cruzeiro inicie a Série B com seis pontos a menos

Punição é devido ao não pagamento ao Al-Wahda, pelo empréstimo do volante Denílson

A Fifa comunicou à CBF que o Cruzeiro deverá começar a Série B do Campeonato Brasileiro de 2020 com seis pontos a menos em relação aos rivais. Segundo a Rádio Itatiaia, o ofício foi feito nesta terça-feira, devido ao não pagamento ao Al-Wahda, dos Emirados Árabes, pelo empréstimo do volante Denílson. A Raposa não terá direito a recurso desta decisão. Por sua vez, o clube informou que ainda não recebeu nada oficial e que está negociando a dívida.

O clube mineiro tinha até a última segunda-feira para quitar a dívida que é de aproximadamente R$ 5 milhões. Agora, a diretoria celeste terá cinco meses para efetuar o pagamento e, caso não consiga, sofrerá outra punição. Neste caso, até um rebaixamento à Série C é possível.

Em vídeo postado nas redes sociais oficiais do Cruzeiro, Gustavo Gatti, membro do Conselho Gestor, praticamente descartou soluções para evitar a perda de seis pontos na Série B do Brasileiro.

O dirigente convocou os cruzeirenses a se unirem. Segundo ele, a perda de pontos antes mesmo de começar a Série B terá de ser compensado pelo time em campo. O ofício da sentença da Fifa foi encaminhado para a Federação Mineira, via CBF, na noite de terça-feira. A FMF, por sua vez, enviou o documento ao clube no início da manhã de ontem.

“Sei que para todo mundo, nós cruzeirenses, não é um bom dia. Acordamos com a notícia da perda de seis pontos. Esses seis pontos, nós teremos que correr a mais no campo e precisar de todos nós cruzeirenses. Todos os torcedores precisamos dar as mãos. Não é hora de achar o culpado, isso já está esclarecido na história. Precisamos reconstruir.”

“Estamos tentando alternativa de pagamento dessa dívida, para que consigamos renegociar a dívida e restabelecer a relação com o Al Whada. Desde o dia que assumimos o Cruzeiro, tínhamos certeza que essa data iria chegar. Trabalhamos arduamente para resolver o problema, inclusive, tentamos fundo de investidores, várias opções”, destacou o dirigente.