Campanha investe em equipamento pra casos de insuficiência respiratória

O chamado capnógrafo tem papel de grande importância na pneumonia por Coronavírus

Foto: Reprodução

A campanha Marília contra o Covid-19 investe em equipamento para casos de insuficiência respiratória. O chamado capnógrafo tem papel de grande importância na pneumonia por Coronavírus.

A mesma ação já conseguiu dois respiradores para a Unidade de Terapia Intensiva do Hospital das Clínicas e reserva parte do recurso para a compra de alimentos para famílias mais vulneráveis.

De acordo com o médico idealizador da campanha, o capnógrafo é fundamental para o acompanhamento de pacientes com insuficiência respiratória. “No caso da pneumonia por Covid-19, o equipamento permite acompanhar a as trocas gasosas do paciente”, disse o psicogeriatra Juliano Rubatino.

Além dele, um grupo de médicos está envolvido na campanha, além de pessoas da sociedade. A iniciativa foi tomada nos primeiros dias de março diante do risco de grande aumento de pacientes graves na cidade, por conta da pandemia.

Com a arrecadação de R$ 104.417,83, até essa terça-feira (24), foi possível adquirir dois respiradores para a UTI do HC, no valor de R$ 38 mil cada um. O Hospital das Clínicas foi priorizado por ser referência SUS regional.

Do saldo de R$ 23.217,83, três mil reais estão reservados à compra de alimentos que terão como destino as casas de famílias em vulnerabilidade social. O objetivo é ajudar quem estiver em maior dificuldade por conta da recessão econômica causada pela pandemia.

Os outros R$ 20 mil estão destinados aos itens para capnografia, que é justamente o monitoramento da concentração ou pressão parcial de dióxido de carbono nos gases respiratórios.

A ação é contínua, enquanto durar a ameaça do Coronavírus e pretende contribuir com um suporte ao município no enfrentamento da crise financeira e de uma demanda crescente de pacientes nas próximas semanas.

Os respiradores adquiridos servirão para aumentar leitos de UTI. Um respirador atende uma pessoa por vez e pode levar semanas até a recuperação de cada paciente com Covid-19 atendido na Terapia Intensiva.

Na região de Marília (62 municípios) há 802 leitos gerais, sendo 617 de atendimento SUS (Sistema Único de Saúde), e 150 leitos de UTI. Em Marília, os leitos para adultos em Unidades de Terapia Intensiva estão no Hospital das Clínicas (28), no Hospital Beneficente Unimar (30) e na Santa Casa de Misericórdia (19).

Os hospitais têm investido no aumento de suas Unidades de Terapia Intensiva para suportar a pandemia. Mas não basta os leitos; é preciso investimento em todos os equipamentos necessários ao atendimento em nível de UTI.

Doações abertas

A campanha Marília contra o Covid-19 precisa de mais recursos para atender essas e outras necessidades da população e hospitalares, no atendimento aos doentes, como equipamentos de proteção, por exemplo.

As doações podem ser feitas pelo Banco Itaú (341); agência nº 9175; conta corrente nº 01300-3; CNPJ nº 13.819.356/0001-01, da ONG Semear, que é parceira da iniciativa.