Lutz descarta segundo caso suspeito em Bauru

O exame laboratorial deu resultado negativo para a doença

Foto: Divulgação O Instituto Adolfo Lutz descartou o segundo caso suspeito de coronavírus em Bauru. O risco foi notificado pela Vigilância Epidemiológica porque a mulher de 38 anos buscou o serviço de saúde com quadro gripal após ter passado dez dias no Japão. O exame deu resultado negativo para a doença. A primeira suspeita de coronavírus em Bauru foi eliminada no dia 8 de fevereiro. Na ocasião, uma jovem de 18 anos tinha estado na China e apresentou sintomas de gripe. Ela chegou a cumprir isolamento social domiciliar até que o exame desse negativo. Já a segunda suspeita de coronavírus na cidade vizinha (cem quilômetros de Marília) surgiu no último sábado (22), quando uma mulher de 38 anos, com histórico de viagem de risco, buscou ajuda médica com quadro gripal. Ela esteve no Japão de 10 a 20 de fevereiro. Essa paciente também foi orientada ao isolamento social (cumprido em domicílio), para evitar a transmissão. No entanto, a análise laboratorial feita pelo Instituto Adolfo Lutz foi divulgada ontem pela mídia local de Bauru com resultado negativo. A Secretaria de Saúde de Bauru informou que a paciente teve o sangue e a secreção nasofaringea coletados para análise laboratorial. “Todas as medidas foram tomadas conforme protocolos do Ministério da Saúde”, afirmou a assessoria de imprensa da Prefeitura de Bauru. A pasta mantém o alerta por ter sido a segunda suspeita na cidade e em função da confirmação do primeiro paciente com coronavírus no Brasil. “Os médicos e enfermeiros da rede já fizeram treinamento sobre o protocolo. Um paciente que vier de áreas de risco com sintomas da doença deve ter o atendimento diferenciado. Se precisar de internação, é encaminhado diretamente a uma das unidades de isolamento”, pontuou a Secretaria Municipal da Saúde de Bauru à imprensa local (JCNet).