Sem G-8! MAC sofre castigo e cede empate para o Olímpia

Placar de 1 a 1 no Abreuzão, fez o Alviceleste ganhar duas posições na tabela

Por Jorge Luiz/foto: Matheus Dahsan

Não foi dessa vez que o Marília Atlético Clube (MAC) entrou pela primeira vez no G-8 (zona de classificação) do Campeonato Paulista da Série A-3. Ontem (dia 20), o time saiu na frente e teve a chance para ampliar, mas o castigo veio na reta final e o Olímpia empatou em 1 a 1, no estádio Bento de Abreu, pela 7ª rodada. Com o resultado, o Alviceleste subiu duas posições (11º lugar) com sete pontos. Já o adversário ganhou uma colocação (7º) com nove.

Para o técnico Guilherme Alves, o empate ficou de bom tamanho para o Marília. “Não acho que poderíamos ter tido um resultado melhor. O MAC ganhou um ponto hoje. O Olímpia fez um ótimo primeiro tempo e poderiam ter ganhado por 2 a 0. No intervalo fiz mudanças, melhoramos um pouco, mas o adversário foi melhor que nós”, desabafou.

Já o lateral-esquerdo Edu Pina lamentou o empate. “Jogamos bem, principalmente no segundo tempo, mas não podemos perder gols como perdemos. Por isso é que os caras da frente ganham mais (para fazer gols). Infelizmente, mais uma vez perdemos pontos em casa”, declarou o lateral-esquerdo Edu Pina. “Não poderíamos levar o gol pelo alto, mesmo com o árbitro dando muitas faltinhas para eles, de forma desnecessária, mas agora é trabalhar para melhorar”, frisou o zagueiro Rodrigo Lacraia.

A próxima partida maqueana é somente no dia 29 (sábado), em Jundiaí, contra o Paulista, às 16h. Desfalque certo será o lateral-esquerdo Edu Pina, que recebeu o terceiro cartão amarelo.

 

O jogo – O primeiro tempo teve o Olímpia com as melhores chances de gol. Com sete minutos de partida, o atacante Rodrigo e o lateral-direito Danilo já tinham exigido boas defesas do goleiro Thiago Moraes. Nas poucas vezes que o Marília subiu para o ataque, muitos passes errados e erros nos arremates.

Na volta do intervalo, o MAC abriu o marcador aos três minutos. Bruno Ribeiro roubou a bola no meio-campo, tocou de lado para Carlos André, que lançou Dener em profundidade. Ele invadiu a área e bateu cruzado (1 a 0). Aos 27 minutos, o estreante Wellington ficou no mano a mano com o marcador pela esquerda, driblou, invadiu a área e cruzou rasteiro na segunda trave para o meia Bruno Ribeiro livre, chutar para fora. O castigo veio aos 32, falta pelo setor esquerdo, o meia Vinícius Leite cruzou pelo alto e o zagueiro Eduardo Bahia subiu mais que a marcação e testou firme para o gol (1 a 1).

 

Ficha técnica:

 

Local: Estádio Bento de Abreu, em Marília

Público: 620 pagantes

Renda: R$ 3.310,00

Árbitro: Alysson Fernandes Matias

Cartões amarelos: Rafael Sayão e Edu Pina (Marília); Michel Dálio, Douglas, Danilo e Márcio Marques (Olímpia)

Gols: Dener 3/2T (Marília); Eduardo Bahia 32/2T (Olímpia)

 

Marília – Thiago Moraes; Lazarini, Rodrigo Lacraia, Hítalo e Edu Pina; Alan Mota, Mykaell, Bruno Ribeiro (Marquinhos Vilela) e Rafael Sayão (Rafael Sayão); Carlos André (Wellington) e Dener. Técnico: Guilherme Alves.

 

Olímpia – Janílson; Danilo, Márcio Marques, Eduardo Bahia e Michel Dálio; Danilo Jarrão, Paulo Vitor e Vinícius Leite; Thiaguinho (Davidson), Felipe Fumaça (Lucas Franco) e Rodrigo. Técnico: Alexandre Ferreira.