Jovem encontra doador compatível para transplante

Maurício Cunha Diogo, de Marília, está em tratamento de leucemia desde maio do ano passado

Foto: Divulgação

O jovem de Marília, Maurício Cunha Diogo, em tratamento de leucemia desde maio do ano passado, conseguiu um doador compatível. Os preparativos para o transplante de medula óssea começam na próxima semana, o que inclui pelo menos trinta dias de isolamento no Hospital Amaral Carvalho.

Maurício Cunha, de 25 anos, teve sucesso na quimioterapia, mas seu maior desafio até o momento foi encontrar um doador compatível. Em outubro do ano passado o Jornal da Manhã divulgou seu apelo para que mais pessoas se cadastrassem como doadoras, aumentando suas chances.

Ele e a família utilizaram as redes sociais e a mídia para sensibilizar e conscientizar a população a procurar o Hemocentro. A doação de medula óssea ocorre em vida, mas as chances de compatibilidade são raras.

Agora o paciente recebeu a confirmação de que tem um doador compatível. Na próxima quarta-feira ele retorna ao Hospital Amaral Carvalho, de Jaú, onde será internado para a realização de todo o processo de transplante, incluindo a preparação, o procedimento e o atendimento posterior.

“Chegou a hora, apareceu o doador do meu filho, para, assim, chegarmos à cura. Que possamos caminhar com fé e muita oração neste processo”, disse a mãe de Maurício, Claudinéia da Cunha. A data do transplante ainda será agendada pelo hospital.