Interno da Fundação Casa foge durante apresentação na Apae

Fugitivo de 18 anos é acusado de tentativa de homicídio. Ele escapou pelo portão de saída dos alunos da entidade

 

Foto: Arquivo JM

Um interno da Fundação Casa de Marília fugiu na manhã de hoje (19) durante um evento na Apae. A fuga aconteceu após uma apresentação de capoeira. Não havia policiamento no local. O infrator é acusado de tentativa de homicídio.

Um grupo de cinco jovens da Fundação Casa, que faz capoeira na instituição, recebeu autorização da diretoria e do poder judiciário para se apresentar na Apae.

No final do evento um deles, acusado de tentativa de homicídio, saiu correndo por um dos portões da Apae, que estava aberto. Os dois agentes da Fundação Casa não conseguiram impedir a fuga e não havia policiamento no local.

A Fundação Casa não solicitou o acompanhando policial para a saída. Essas atividades são parte da proposta da instituição e não há proibições pré-determinadas para isso, como, por exemplo, tipo de crime e tempo de cumprimento da medida socioeducativa.

O fugitivo tem 18 anos e é acusado de tentativa de homicídio, crime cometido antes de completar a maioridade. Ele estava na Fundação Casa há apenas quatro meses.

“Todos os participantes tiveram seus pedidos de saída para atividade externa autorizados pelo Poder Judiciário, como parte dos seus planos individuais de atendimento (PIA)”, informou a Fundação Casa.

A fuga aconteceu durante a manhã e um leitor do JM disse nas redes sociais que viu o infrator por volta de meio-dia e meia na Rodovia do Contorno, próximo a Indústria Marilan, no sentido zona sul. Ela estava com calça preta e camiseta com a escrita “Capoeira”.  

A Corregedoria Geral da Fundação Casa informou ao Jornal da Manhã que vai investigar, em sindicância, a fuga do adolescente e que “não há solicitação de escolta da Polícia Militar, nesse caso, por se tratar de uma atividade pedagógica externa. A PM faz busca na região”.