Hemocentro coloca leucemia em pauta

Palestra capacitou profissionais da Oncologia sobre cuidados com pacientes e familiares

Foto: Divulgação

O Hemocentro reverenciou o movimento Fevereiro Laranja, de alerta sobre a leucemia. Uma palestra foi realizada ontem de manhã para os profissionais de saúde que atuam no setor de oncologia da unidade. O objetivo foi oportunizar uma atualização.

A palestrante convidada foi a enfermeira Ariana Aparecida Lins Aleksandrov Salum e entre os participantes, os enfermeiros foram o principal alvo.  O evento foi realizado no auditório do Hemocentro, serviço vinculado ao HC/Famema, que apoia o Fevereiro Laranja.

O tema “Abordagem dos pacientes e seus familiares na oncologia” capacitou os profissionais, que se concentraram nas técnicas e cuidados durante a abordagem de pacientes com câncer, principalmente os infantis.

A leucemia é representada pela cor laranja e trata-se de um câncer nos tecidos que formam o sangue, incluindo a medula óssea. Existem mais de 12 tipos de leucemia, que pode ser aguda (com o subtipo mielóide aguda e linfóide aguda) e crônica (que se divide em mielóide crônica e linfóide crônica).

A causa da doença ainda é desconhecida. De acordo com informações atuais do Inca (Instituto Nacional de Câncer), a cada ano cerca de dez mil pessoas são diagnosticadas com algum tipo de leucemia no Brasil. Nessas pessoas, há um acúmulo de células doentes na medula óssea, ocupando o lugar das células saudáveis.