PF bloqueia R$ 20 milhões de empresas e deflagra operação contra golpes financeiros

O alvo da vez são as instituições financeiras que operam sem autorização do Banco Central e participam de esquema de lavagem de dinheiro

Por Norton Emerson/Foto:Divulgação

 

 

A Polícia Federal está, novamente, nas ruas, nesta sexta-feira (14) para a Operação “Arca da Aliança”.

 

O alvo da vez são as instituições financeiras que operam sem autorização do Banco Central e participam de esquema de lavagem de dinheiro.

 

São dez mandados de busca e apreensão em São Paulo e dois no Rio de Janeiro, onde empresas são suspeitas de aplicarem golpes com empréstimos, crédito consignado e consultoria financeira de pessoas físicas, em sua maioria, servidores públicos federais, civis e militares.

 

De acordo com a PF, as empresas captavam os recursos dos clientes com a promessa de aplicação do valor no mercado financeiro e a devolução acrescida de rentabilidade atrativa. Ao todo, R$22,3 milhões foram captados pelas duas empresas, de abril de 2018 até hoje.

 

A PF descobriu ainda que duas das dez empresas investigadas em São Paulo, são controladas por uma sociedade no Rio, que cria várias empresas individuais, em nome de consultores de vendas, supervisores ou gerentes que se destacam na “venda” dos “produtos”