Cinco dos 16 animais resgatados na zona oeste da cidade estão em estado muito grave, diz veterinária

 

Cinco cães dos 16 animais resgatados no início da tarde desta quarta-feira, dia 12, numa residência da rua Araraquara, bairro Alto Cafezal,  na zona oeste da cidade, estão em estado muito grave. A informação é da médica veterinária Nicole Castanha da Silva, da empresa BG Zangrossi, contratada pela Prefeitura de Marília, para o resgate animais vítimas de maus tratos ou abandonados.

A BG Zangrossi foi acionada nesta quarta pela Polícia Ambiental para auxiliar numa denúncia de maus tratados a animais. No local estavam 13 cães e três gatos em situação bem precária, de acordo com a médica veterinária.

“Quando chegamos constatamos que os animais estavam em pequenas baias e sem alimento algum. A aparência é que estavam sem comer há alguns dias. Alguns tivemos que resgatar de maca, com visíveis sinais de desnutrição. Estamos concluindo os exames, mas posso adiantar que cinco cães estão em estado muito grave. Em melhor estado estão os gatos, que não correm risco de morte”, disse Nicole.

A médica veterinária pede que a população colabore com a denúncia, que pode ser anônima, de maus tratos ou animais abandonados. “A gente só consegue chegar a esses lugares se houver a denúncia, como foi nesse caso do Alto Cafezal. Por isso pedimos que a população denuncie para que possamos atender e tentar salvar esses animais.”

COMO FUNCIONA

Em caso de animais abandonados, acidentados ou doentes nas vias públicas, o munícipe deve ligar para o telefone 193 do Corpo de Bombeiros, que aciona a empresa que, no máximo, em uma hora chega ao local para verificar a ocorrência.

A equipe conta com um caminhão e uma van para prestar o serviço, além de uma equipe formada por quatro pessoas para o resgate – Anthony, Carlos, Edson e Isaías -, além da médica veterinária Nicole Castanha da Silva e do responsável pela BG Zangrossi em Marília, Davino Almeida.