Amendoeira em Flor inscreve novas mulheres

Os encontros semanais desenvolvem a autoestima e fomentam o empoderamento feminino

Foto: Divulgação

O projeto social Amendoeira em Flor, de terapia em grupo, está com inscrições abertas. O público-alvo é a mulher maior de 18 anos. Os encontros semanais desenvolvem a autoestima e fomentam o empoderamento feminino. O trabalho não visa lucro.

Mais uma turma será iniciada nos próximos dias e as demais interessadas ficam com sua vaga garantida para maio. Os profissionais à frente do projeto social têm formação em nutrição, psicologia e Direito.

“Através do Amendoeira em Flor incentivamos a união entre as mulheres e o seu fortalecimento, despertando a identidade de cada uma e valorizando seu papel na sociedade”, mencionou a gestora do trabalho, a advogada Adriana Tognoli.

O projeto foi batizado com o mesmo nome de uma tela de Van Gogh. “A tela foi pintada por ele em homenagem ao nascimento do sobrinho. Nela, Van Gogh retrata o florescer e o ramificar como pontos principais. Essa é a nossa missão com as integrantes do projeto, fortalecê-las para que deem flores, multiplicando a alegria”, contou Adriana Tognoli.

Cada turma totaliza oito encontros, contendo palestras, dinâmicas e rodas de conversas que acontecem sempre às terças-feiras, às 18h30 no Espaço 96. O endereço é avenida Alfeu Cesar Pedrosa, nº 96, no bairro Fragata.

As inscrições devem ser feitas pelo número 99019-9757 (celular e whatsapp), com a nutricionista Taoani Lima. Ou pelo Instagran do projeto social Amendoeira em Flor.

Surgimento do projeto

O Amendoeira em Flor surgiu dentro do programa Mulher Cidadã, um movimento laico, apartidário, com cerca de dois anos, com fins de valorizar a participação da mulher nos mais diversos setores da sociedade.

Além disso, tem como objetivo alcançar o “desenvolvimento pessoal, profissional e social, promover ações de empreendedorismo e utilidade pública e incentivar o voluntariado e as ações inspiradoras”. No entanto, as responsáveis identificaram que as mulheres assistidas apresentavam outras necessidades.

“O que a gente queria era fortalecer psicológica e emocionalmente essas mulheres para que tivessem uma ação mais integrada. O Amendoeira em Flor se tornou uma terapia em grupo, uma conversa muito gostosa onde se troca informação e experiência”, explicou a psicóloga clínica, Lorena Carvalho Carreiro.