Estado descarta coronavírus em jovem de Bauru

Brasil ainda tem 11 suspeitos, sendo três em território paulista

 

Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde informou que deu negativo o exame de coronavírus feito na jovem de Bauru. Ela apresentou sinais da doença no último dia 2 e estava em investigação por ter voltado da China recentemente. O Brasil tem 11 suspeitos da doença, sendo três no estado de São Paulo.  

A paciente de 18 anos de Bauru teve sintomas leves de gripe, febre baixa, tosse e coriza, e não ficou internada, mas por ter regressado da China foi orientada ao isolamento social com sua família até a evolução do quadro.

Bauru afirmou que tomou todas as medidas determinadas pelos protocolos da OMS (Organização Mundial da Saúde), do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde, que no último sábado (8) informou que a jovem não teve coronavírus.

O exame feito pelo Instituto Adolfo Lutz deu negativo para a contaminação. O estado segue com três casos em investigação. No país, ao todo, segundo dados do último domingo do Ministério da Saúde, são oito pacientes suspeitos.

Eles são de Minas Gerais (1), Paraná (1), Rio de Janeiro (2), São Paulo (3), Santa Catarina (1) e Rio Grande do Sul (3). Segundo o governo federal, já foram descartadas 28 suspeitas desde o começo do monitoramento.

O JCNet, jornal de Bauru, lembrou que é fundamental procurar um serviço de saúde público ou privado se houver sintomas como febre, dificuldade para respirar, tosse ou coriza, associados aos seguintes aspectos epidemiológicos:

“Histórico de viagem em área com circulação do vírus e/ou contato próximo com caso suspeito ou confirmado de coronavírus”.

“A investigação dos casos é realizada pelas secretarias municipais de saúde, com todo apoio técnico da pasta estadual. As amostras biológicas dos pacientes são colhidas pelo hospital onde foram atendidos e enviadas para análise no Instituto Adolfo Lutz”, informou o JCNet no final de semana.

Prevenção

As medidas de prevenção aconselhadas pelas autoridades de Saúde são as mesmas de outras gripes e transmissões virais em geral:

Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar (com antebraço); evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão com frequência, ou usar álcool gel; não compartilhar objetos de uso pessoal; limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado; e evitar locais aglomerados.