Erika Januza conta que policiais do Bope atuam em “Arcanjo Renegado”

No seriado, que já está disponível no Globoplay, a atriz vive Sarah, irmã e esposa de oficiais: “Personagem diferente de tudo que já vivi”

No ar como a tenista Marina de “Amor de Mãe”, Erika Januza também pode ser acompanhada como Sarah da série “Arcanjo Renegado”, disponível no Globoplay. No thriler policial, criado por José Junior e dirigido por Heitor Dhalia, a atriz vive a irmã de Mikhael (Marcello Melo Jr.), sargento do Bope, e esposa de Rafael (Alex Nader), braço-direito do oficial. Com um filho com problemas de saúde, Sarah se vê obrigada a caminhar com as próprias pernas para cuidar da família após a morte do marido.

"O mais interessante da história da Sarah é a sensibilidade de estar nesse momento de tantas mulheres. Mulheres perdendo os seus maridos policiais no trabalho.

É uma profissão tão necessária, todos nós precisamos da proteção da família, mas as mulheres enfrentam um drama todo dia quando os maridos saem de casa., “ disse Erika, falando da estreia de “Arcanjo Renegado”, da Globoplay, no programa Encontro com Fátima Bernardes.

Para Januza, viver Sarah foi um desafio para a sua carreira, especialmente por ser a primeira vez que tem filho na ficção.

"Foi muito difícil para mim emocionalmente, mas também foi um presente poder contar essa história.

É um personagem diferente de tudo que já vivi, muito forte, primeira vez que faço uma mãe. É diferente ter um filho ali que é a sua base para tudo, para mim que ainda não sou mãe."

Erika ainda contou que policiais reais atuaram na série para trazer mais fidelidade à história. "Toda a trama é muito forte.

Os policiais, para você ter uma ideia, são do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais). Então, trouxe uma realidade muito forte para a série."

Fátima Bernardes lembrou que nove policiais morreram no estado do Rio de Janeiro apenas em janeiro. Segundo Erika, esse drama move a história de Arcanjo Renegado: "É uma série que vai mostrar muitos lados desse conflito".