Projeto social atrasa entrega de uniformes

Kit foi entregue com mochila e squeeze, o que desagradou as crianças atendidas

 

Foto: Reprodução

O kit do Esporte para Todos, entregue ontem no bairro Marina Moretti, desagradou as crianças inseridas. O motivo foi a falta do uniforme e da chuteira. O Município afirmou que assim que o restante do kit for entregue pelo fornecedor será repassado aos inscritos no projeto social.

A mãe de um dos meninos do futebol gravou uma live no facebook a respeito, em que mostra os meninos do projeto com a mochila esportiva e a squeeze (garrafinha para água). Ela também se queixou da falta do lanche e teme a suspensão do projeto.

O Esporte para Todos é custeado pela Caixa Econômica Federal e gerido pelas secretarias municipais de Esportes e de Assistência Social. A primeira pasta cede os professores e a de Assistência, os materiais necessários.

O projeto começou no segundo semestre de 2019 e o futebol foi escolhido pela própria população nos bairros onde é desenvolvido. A gestora de Assistência Social, Wania Lombardi, informou ao Jornal da Manhã que não fez o pedido dos uniformes e das chuteiras antes por conta da baixa adesão.

“Entregamos as mochilas e as garrafas porque já estão conosco, mas os uniformes e chuteiras são itens personalizados e queríamos fazer a solicitação dentro da numeração de cada criança”, disse Wania Lombardi.

Ela mencionou que diante da baixa adesão, chegando a ter quatro meninos em alguns dos grupos, a pasta optou por aguardar novos inscritos, o que não aconteceu até o momento.

Neste ano a secretaria resolveu efetuar a compra com alguns itens adicionais para o caso de surgirem novos integrantes. “Decidimos fazer os pedidos para os meninos do projeto, com alguns itens a mais, em tamanhos diversos, mas estamos aguardando o fornecedor”.