Aparelho de raio-x volta a funcionar

Exame ficou suspenso na UPA por mais de 15 dias. Conserto do aparelho foi finalizado ontem

Foto: Divulgação

O raio-x da UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) voltou a funcionar ontem. Foram mais de duas semanas sem o aparelho, utilizado em 25% das consultas. Nesse período, os pacientes com necessidade do exame tiveram que ser encaminhados ao HC (Hospital das Clínicas) ou ao PA Sul (Pronto Atendimento da zona sul).

O equipamento quebrou e o conserto foi providenciado pela gestora da unidade, a ABHU(Associação Beneficente Hospital Universitário). No entanto, em seguida voltou a apresentar problemas, sendo necessários novos reparos.

Ontem (terça-feira, 4), o equipamento voltou a ser utilizado para os exames necessários. De acordo com o diretor administrativo da UPA, Luís Doretto, aproximadamente 25% dos atendimentos da unidade requerem o raio-x.

Esse percentual representa uma média superior a 2.500 exames/mês. O que significa que em mais de duas semanas, pelo menos 1.250 atendimentos tiveram que ser direcionados para outros serviços.

“Nosso volume de raio-x é expressivo porque temos um ambulatório de ortopedia na UPA”, observou o diretor. Durante esses mais de 15 dias os casos de ortopedia foram encaminhados ao Hospital das Clínicas, assim como os de maior gravidade. Enquanto os casos mais simples foram direcionados ao PA Su.

O PA Sul tem outro equipamento de raio-x que também é do HBU (Hospital Beneficente Unimar). O aparelho está no PA cedido ao Município, que responde por este outro Pronto Atendimento.

O HBU e a UPA, assim como o Ambulatório de Especialidades, são serviços de gestão da ABHU, entidade que responde pelos serviços de saúde vinculados à Unimar.

A UPA (zona norte) pertence a rede municipal de saúde, só que com gestão terceirizada para a Unimar, através da ABHU. Já o PA Sul é de gestão direta do Município.