Mariliense Guilherme Alves comanda o MAC após 7 anos

Técnico foi apresentado ontem à tarde e comanda o primeiro treinamento hoje pela manhã

Por Jorge Luiz

Um mariliense para comandar o Marília Atlético Clube (MAC). Essa foi a escolha da diretoria para assumir o cargo de treinador no Campeonato Paulista da Série A-3, após a demissão de Júlio Sérgio no último sábado (dia 1). Guilherme Alves, de 45 anos, foi apresentado ontem à tarde (3) e está de volta depois de sete anos.

Foi ele quem montou o elenco que conquistou o acesso nesta mesma divisão em 2013 e que subiu nas mãos do técnico Luís dos Reis.

Na ocasião, Guilherme pediu demissão do Alviceleste após uma derrota em casa para o Palmeiras B (2 a 1). O time não vencia há cinco jogos. “Duas coisas me fizeram voltar ao MAC, principalmente a família. Meus filhos já estavam sofrendo antecipadamente com uma proposta de outro Estado e a minha filha mais nova já começou a dar trabalho, chorando. Porém, o principal para a minha decisão foi a maneira que as coisas veem sendo conduzidas no clube. Pagamento em dia, condição de trabalho, condição de viagem e alimentação. Como eu exijo muito do atleta, tento extrair tudo aquilo que ele tem de melhor, eu cobro demais e se não há uma condição boa de trabalho, não tem como trabalhar”, declarou o treinador, que também teve uma oferta de um clube da elite do futebol mineiro.

O novo comandante falou sobre os ajustes que terá que realizar na equipe. “É inevitável não mencionar que nessas três primeiras rodadas, o time não marcou nenhum gol. Eu jamais vou dizer que o culpado disso tudo é o ataque, não é assim. Como não é assim, quando a defesa está mal a culpa ser dos zagueiros. Tudo faz parte de uma engrenagem. O que mais me chamou à atenção é que a bola não está chegando tão rápida ao ataque. Muita cadência, eu gosto de um time mais vertical, mais rápido. Uma transição mais forte. Conheço muito bem a competição e ela exige um pouco mais para deixar os atacantes com chances para marcar”, avaliou Guilherme Alves, que foi campeão da Série A-3 de 2014 com o Grêmio Novorizontino.

Reforços

Na apresentação de ontem à tarde, o técnico disse que já pediu dois reforços para a diretoria. Os nomes e as posições não foram revelados, mas devem ser contratações para o meio-campo e o ataque. Guilherme poderá trazer somente mais cinco atletas, sendo um goleiro, pois o MAC já registrou 21 jogadores.

Outra questão que o treinador terá que resolver é sobre os atletas que assinaram contrato com o clube e já estão no sistema da Federação Paulista de Futebol (FPF) à disposição, mas ainda não são considerados inscritos. São os casos: do zagueiro Zé Roberto, do lateral-direito Luan e dos meias-atacantes Marlon e Kelvy.

“Esses atletas eu vou olhar. Se servirem vão ser inscritos. Se eu achar que eles não têm condições de ajudar, não adianta inscrever o atleta para ter número maior”, frisou.

O prazo para preencher a lista com 26 nomes vai até o dia 13 de março. Não há opção de troca no elenco, a não ser que o jogador tenha uma lesão, que comprovadamente por laudos médicos, o deixe de fora de toda a competição. Todos os membros da comissão técnica de Júlio Sérgio irão permanecer: auxiliar Lucas Toríbio, preparador físico William Basso e preparador de goleiros Dida.

O treinador mariliense pediu apenas um auxiliar-técnico e que não será Jorge Rauli, com quem trabalhou boa parte da carreira. O nome não foi revelado ainda. “É um profissional que vê futebol de uma maneira totalmente diferente da minha”, explicou. O último clube do treinador maqueano foi o Pausandu-PA, no Brasileiro da Série B de 2008.

O primeiro contato com o elenco do Marília acontece hoje pela manhã (dia 4). Os treinos serão realizados em dois períodos até sexta-feira. O próximo jogo do Alviceleste é neste domingo (dia 8), às 10h, diante do Batatais, fora de casa.

Guilherme Alves foi revelado como jogador no MAC no começo dos anos 90. Do Alviceleste, o centroavante foi para o São Paulo, com passagens também por: Rayo Valecano-ESP, Grêmio-RS, Vasco-RJ, Atlético-MG, Cruzeiro-MG, Corinthians e Botafogo-RJ, além de Seleção Brasileira.