Ainda bem que só 300 viram! Com erro bizarro, MAC perde a estreia

Único gol da partida foi marcados aos 36 minutos do segundo tempo, no Abreuzão

Por Jorge Luiz/foto: Christian Cabrini

Somente 300 torcedores foram liberados pelo Corpo de Bombeiros, para acompanhar a estreia do Marília Atlético Clube (MAC) e não saíram satisfeitos. Hoje à noite (dia 25), o time perdeu por 1 a 0 para o Linense, no estádio Bento de Abreu.

O único gol aconteceu aos 36 minutos do segundo tempo, em um erro bizarro da defesa. O zagueiro Rodrigo Lacraia rolou de lado para o goleiro Igor, que escorregou no lance e permitiu que o meia Thiago Humberto se antecipasse e chutasse com o gol livre.

Com a derrota, o Alviceleste perde a invencibilidade em casa que durou quase dois anos (1 ano e 11 meses).

“Não poderíamos errar (sobre o gol). No primeiro tempo tivemos um pouco mais de controle do jogo, mas na etapa final eles encaixaram a partida com três zagueiros e nosso time acabou envolvido. São duas equipes que vão brigar pelo acesso”, declarou o volante Levi.

Após o jogo confusão no vestiário do Marília, bem depois da partida encerrada. Torcedores da organizada Mancha azul entraram no gramado e foram cobrar comissão técnica e jogadores pela derrota. Muito bate-boca e empurra-empurra até que os ânimos foram acalmados e o técnico Júlio Sérgio aceitou conversar co integrantes da torcida organizada.

“Para mim isso é desorganização. Os torcedores não poderiam estar aqui na frente do vestiário agora”, declarou o capitão Bruno Ribeiro. O próximo compromisso maqueano é nesta quarta-feira (dia 29), contra o rival Noroeste, às 19h30, em Bauru.

O técnico Júlio Sérgio poderá ter á disposição os meia-atacantes Marlon e Kelvy, que se recuperam de contusão e provavelmente o zagueiro Walker e os atacantes Carlos André e Rafael Amoroso, que não foram inscritos para a estreia.

O jogo

O Marília teve mais posse de bola na primeira etapa e o Linense explorou pouco os contra-ataques. O primeiro chute na direção do gol foi do MAC. Aos 33 minutos, Dener recebeu pelo meio e foi carregando livre até a entrada da área, bateu forte, mas no meio, sem dificuldades para o goleiro Vinícius.

Três minutos depois quase o gol maqueano. Jogada pela direita com os atacantes Lucas Formiga e Marquinhos Vilela, que rolou a bola na entrada da área. Livre, ele dominou e bateu rasteiro no canto esquerdo e a bola passou perto da trave.

Aos 39 minutos outra grande chance do Alviceleste. Marquinhos Vilela cruzou a meia altura da direita, o meia Bruno Ribeiro se antecipou à marcação e desviou a bola na trave, no rebote o goleiro ficou com a bola.

Na volta do intervalo o Linense quase marcou. Aos 14 minutos, o atacante Thiago Rubim recebeu a bola entre as duas linhas de marcação pelo meio, carregou até a entrada da área e bateu forte, o goleiro Igor espalmou e no rebote o centroavante Prata cabeceou para fora.

O time de Lins abriu o marcador aos 36 minutos em um erro grotesco da zaga maqueana. O zagueiro Rodrigo Lacraia tocou de lado para o goleiro Igor, que escorregou na jogada e viu o meia Thiago Humberto se antecipar e empurrar para o gol vazio (1 a 0). Aos 41, quase veio o empate maqueano. Edu Pina cobrou falta pelo alto da direita, o lateral-direito Lazarini resvalou de cabeça e a bola passou perto da trave.

 

 

Ficha técnica:

 

Local: Estádio Bento de Abreu, em Marília

Público: 299 pagantes

Renda: R$ 4.970,00

Árbitro: Cléber Luís Paulino

Cartões amarelos: Levi (Marília); Yuri (Linense)

Gol: Thiago Humberto 36/2ºT (Linense)

 

Marília – Igor; Lazarini, Rodrigo Lacraia, Hítalo e Edu Pina; Levi, Fabrício (Mykaell) e Bruno Ribeiro (Alan Mota); Dener, Marquinhos Vilela (Lucas Machado) e Lucas Formiga. Técnico: Júlio Sérgio.

 

 

Linense – Vinícius; Felipe Costa (Luiz Felipe), Islan, Yuri e Taira; PC, Teco e Thiago Humberto (Ricardinho); Thiago, Joãozinho e Prata (João Carlos). Técnico: João Valim.