Vítimas de dengue saltam para 18 e há 241 pacientes suspeitos

Bairro Argolo Ferrão é o que detém maior número de vítimas

Foto: Edio Junior

 

Os casos confirmados de dengue saltaram de sete para 18 com a conclusão das últimas análises laboratoriais. E já há 241 pacientes com suspeita de ter ou ter tido a doença neste ano, aguardando o resultado do exame.

Inicialmente o bairro Novo Horizonte, zona leste, era o que detinha mais casos, mas agora é o bairro Argolo Ferrão, na zona oeste da cidade.

Conforme boletim da Vigilância Epidemiológica Municipal, divulgado ontem (sexta-feira, 24), o Argolo Ferrão responde por quase metade dos 18 casos que confirmados em Marília neste ano; oito vítimas da doença moram no local, onde também há pacientes suspeitos.

Desde o início de 2020 foram notificados à Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde 241 casos suspeitos de dengue na cidade. Desse total, 62 pessoas residem no território de abrangência da USF Argolo Ferrão (Unidade de Saúde da Família).

Suspeitas indicam investigação correta de casos

A supervisora da VE Municipal, Alessandra Arrigoni Mosquini, alertou que as suspeitas, embora indiquem risco de transmissão, sinalizam que as equipes de saúde estão trabalhando corretamente. “Toda suspeita é registrada para investigação. Se der negativo, melhor, mas estamos em alerta, atentos aos sintomas”.

A Vigilância Epidemiológica destacou ainda que os serviços privados de saúde tendem a notificar mais casos quando há transmissão de uma doença. E neste ano, essas notificações aumentaram.

“Os hospitais e serviços de Pronto Atendimento particulares estão notificando mais e colhendo exames com maior rapidez, cumprindo adequadamente a portaria que faz essa exigência dos planos de saúde”, disse a supervisora.