Empresa familiar completa 90 anos e entra na terceira geração

A loja foi fundada apenas nove meses depois que a própria cidade pelo libanês Feres Mattar

Foto: Edio Junior

A Casa 3 Irmãos completa 90 anos hoje. A loja foi fundada no dia 15 de janeiro de 1930, apenas nove meses depois que a própria cidade, que faz aniversário de 91 anos no dia 4 de abril.

O criador da empresa foi Feres Mattar, libanês que veio em busca de um futuro mais promissor no Brasil.

Feres fundou a então Casa Combate em 1930 e, com a vinda dos dois irmãos mais novos do Líbano, em 1936 a loja passou a se chamar Casa 3 Irmãos. Sempre no mesmo endereço, rua São Luiz esquina com a rua Campos Salles.

“No início meu pai vendia tecidos mais rústicos e, junto, armarinhos, os chamados secos e molhados.

Depois o perfil do estabelecimento foi mudando, meus tios mudaram de ramo e, em 1975, assumi a empresa, e logo depois meu pai resolveu parar”, contou Wilson Mattar, filho do meio entre dois irmãos que seguiram outro caminho profissional.

Mas antes disso, a esposa Geni Mattar e os três filhos ajudaram Feres na loja.

“Minha mãe ajudava quando o movimento aumentava. Meus dois irmãos também ficaram na loja algum tempo. E eu comecei a trabalhar na Casa 3 Irmãos aos 12 anos de idade, na década de 60, fazendo serviço de boy.

Com os anos e a confiança do meu pai, fui ganhando novas responsabilidades. Essa empresa foi meu único trabalho a vida toda, 60 anos nesse negócio”, lembrou Wilson.

Wilson fez a primeira grande reforma e ampliação em 1975, definindo seu nicho de mercado em tecidos, cama, mesa e banho. A exigência quanto aos produtos aumentou e a loja inovou, passando a contar com estilista para os desenhos dos modelos desejados.

Outras adequações vieram depois, sendo que em 2009 o estabelecimento triplicou de tamanho, foi totalmente modernizado, climatizado e informatizado, dando passagem ao século 21.

Wilson casou em 1987 e desde 97 sua esposa, Sônia Mattar, gestora de negócios, vem agregando valor à Casa 3 Irmãos. “Hoje a loja tem muito dela”.

O casal teve três filhos e o do meio, Renam, administrador de empresas, decidiu deixar a Bovespa no ano passado para estar com o pai na Casa 3 Irmãos.

“Ele começou a passar um tempo maior na loja e se apegou ao negócio, tomando essa decisão”. É a terceira geração à frente desse tradicional ponto comercial de Marília.