Presidente da Câmara apresenta projeto para manter salários

 

O presidente da Câmara Municipal, Marcos Rezende (PSD), após o pedido de revogação da Lei 8507/2020 promulgada por ele esta semana para aumentar em 29% os salários dos vereadores, apresentou novo projeto para manter os salários dos edis a partir de 2021.

Na “mão de ferro”, Rezende nem deverá colocar em votação o pedido de revogação do reajuste de subsídios para a edilidade, protocolado ontem por grupo de vereadores da Casa de Leis.

Desta forma, deve fazer parte da pauta da primeira sessão ordinária do ano, em 3 de fevereiro, o projeto de lei nº 1/2020, que vai manter os valores atuais dos salários dos vereadores de R$ 6.718,12 e de R$ 7.089,22 do presidente da Casa de Leis.