Procon orienta consumidores e divulga lista de sites fraudulentos

Órgão de defesa do consumidor orienta para evitar problemas na liquidação

 

O Procon-SP orienta os consumidores para que evitem problemas no momento das compras durante a Black Friday.  O órgão divulgou uma lista de 307 sites fraudulentos, que tiveram reclamações de consumidores registradas no órgão, foram notificados e não responderam ou não foram encontrados.

O coordenador do Procon de Marília, Guilherme Moraes, afirma que os  consumidores não devem se empolgar tanto com as promoções e campanhas relâmpago. Ele explica que agora o importante é que os consumidores acompanhem os preços, checando os valores e condições. Na dúvida o consumidor deve evitar a compra.

Segundo Guilherme Moraes, importante ainda é fazer uma pesquisa de preços por meio de aplicativos e sites de comparação de preços,  observar o prazo de entrega e informar-se antecipadamente sobre a política de troca da empresa são atitudes que ajudam a evitar problemas.

“O consumidor deve evitar clicar em links e ofertas recebidas por e-mail ou redes sociais, fazendo sempre a consulta da página oficial da loja, de preferência digitando o endereço do site. Os produtos expostos nas vitrines devem apresentar o preço à vista e, se vendidos a prazo, o total a prazo, as taxas de juros mensal e anual, bem como o valor e número das parcelas”, orienta.

Qualquer produto, nacional ou importado, deve apresentar informações corretas, claras e em língua portuguesa sobre suas características, qualidade, quantidade, composição, preço, garantia, prazo de validade, origem, além dos riscos que possam apresentar à saúde e segurança dos consumidores. A lista de sites fraudulentos divulgada pelo Procon pode ser acessada no endereço:  sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite