Comércio abre hoje até às 22h com expectativa de aumento nas vendas

Associação Comercial estima crescimento nas vendas de até 10%

 

Por Izabel Dias

Foto Alexandre Lourenção 

 

O comércio de Marília abre até às 22h hoje (29) e amanhã até às 17h em razão da Black Friday, o dia da megaliquidação que começou nas plataformas de vendas online e ganhou espaço nos últimos anos também no comércio de rua. Lojistas de diferentes setores oferecem descontos em seus produtos e facilidades nas formas de pagamento. Segundo a Acim (Associação Comercial e Industrial de Marília), o aumento nas vendas pode chegar a 10% em relação ao ano passado.

José Augusto Gomes, superintendente da Acim, afirma que a Black Friday ganhou força nos últimos anos e os lojistas investem para oferecer bons preços e facilidades de pagamento. “É uma grande oportunidade para o comércio de rua que se apropriou da data e o consumidor também cria a expectativa das promoções”, disse.

Segundo Gomes, o período é propício para que os lojistas participem da Black Friday, já que os trabalhadores estão recebendo a primeira parcela do 13º salário desde o dia 20, além da liberação de R$ 500 do FGTS concedida pelo Governo. “A expectativa é extremamente positiva. Orientamos os lojistas para aproveitarem a data, treinar a equipe, oferecer preços diferenciados”.

O dirigente da Acim afirma que o comércio vem de um período difícil, já que é o primeiro setor que sente o desequilíbrio econômico do país. “O momento é de recuperação e o comerciante deve ter boa expectativa. E para o próximo ano a taxa de juros do cheque especial também deve facilitar para o consumidor”, disse.

PESQUISA

Os consumidores que já se acostumaram com o período de ofertas da Black Friday iniciaram as pesquisas de preços com antecedência. Maria Antônia Gonçalves, quer comprar uma TV nova e disse que há um mês pesquisa preços. “Eu comecei a pesquisar o mês passado tanto na internet como nas lojas de rua. E no dia da Black Friday vou ver quem terá o melhor preço e compro. Assim a gente tem certeza que fez bom negócio”, disse.

O auxiliar de escritório Anderson de Souza Moura costuma comprar produtos online todos os anos na Black Friday. “Eu sempre fiz compras online e uns dois meses antes da Black Friday eu vejo o que estou precisando e começo a pesquisar pra comparar os preços em novembro. Tem muitas ofertas mas tem enganação também. É preciso ter uma ideia dos preços antes da liquidação, senão não consegue economizar”.