Humorista Evandro Santo pede R$ 60 mil de indenização por agressão

Investigação criminal feita pela Polícia Civil de Marília ainda aguarda depoimento do humorista

Por Matheus Brito / Foto: Divulgação

A defesa do humorista Evandro Santo ingressou com ação por dano moral pedindo indenização de R$ 60 mil contra o rapaz que o agrediu após participar de quadro em show de stand-up ocorrido em outubro um barzinho na avenida Sampaio Vidal, na região central de Marília.

A ação foi impetrada pelos advogados do humorista na 11ª Vara Cível na capital paulista e será julgado pela juíza Gisele Valle Monteiro da Rocha.

“Trata-se de ação por indenização por dano moral decorrente de homofobia, consistente num soco na região da boca e do nariz, cometida pelo primeiro requerido, incentivado por seu genitor, segundo requerido, contra o autor, figura pública”, diz o documento.

Investigação Criminal – O inquérito policial que apura os crimes de homofobia e lesão corporal foi instaurado pelo 1º Distrito Policial (DP) e ainda não foi relatado à Justiça

O humorista teve depoimento marcado na Polícia Civil de Marília para o final do mês de outubro, mas um mal súbito o impediu de comparecer a cidade. Uma nova data para a oitiva ainda não foi agendada.

O agressor foi identificado apenas como Pedro. Se condenado, as penas podem chegar até oito anos de reclusão, além do pagamento de multa.

Caso – A agressão ocorreu na noite do dia 18 de outubro em um barzinho na avenida Sampaio Vidal. O humorista realizava um show de stand up e realizou o quadro “Tinder Humano”.

Santo convidou um homem e uma mulher da plateia para participar, e teria dado um selinho em ambos. Após encerrar o show, o humorista foi ao banheiro, onde foi atacado pelo rapaz, que desferiu um soco na boca.