Handebol de Marília tem como objetivo passar de fase nos Jogos Abertos

No ano passado, time feminino foi vice-campeão dos Abertos, perdendo para Jundiaí

Por Jorge Luiz/foto: Christian Cabrini

O handebol é uma das 24 modalidades de Marília que irá participar da 83ª edição dos Jogos Abertos do Interior, que começa na próxima segunda-feira (dia 11), na cidade e vai até o dia 25.

As equipes masculina e feminina irão disputar a categoria adulta na 1ª Divisão e de acordo com o técnico Luiz Fernando dos Anjos, sonhar com medalha é algo extremamente distante da realidade.

“Não é estar desanimado, mas nos Jogos Abertos vão estar pelo menos as cinco melhores equipes do Brasil. Nossa meta é passar da 1ª fase, acho que já seria uma boa campanha, pois nossos times são formados apenas por atletas da cidade e alguns ainda são sub-20”, destacou o treinador.

O feminino adulto da 1ª Divisão terá 11 times e Marília está no ‘Grupo C’ com Assis e Atibaia. Somente o último colocado não avança.

No masculino, serão dez agremiações divididas em três grupos (uma com 4 e duas com 3). Na 1ª fase, os marilienses vão encarar Franca e Itapira e somente o último colocado não se classificará.

Nos Jogos Abertos de 2018, o handebol feminino foi vice-campeão da 2ª Divisão, perdendo a final para Jundiaí, enquanto que o masculino terminou na 5ª colocação.

Em julho, na disputa dos Jogos Regionais de Assis, a modalidade foi campeã entre os homens e vice com as mulheres, que foram derrotas pelo time da casa.

Nesta temporada, três equipes da Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude (SELJ) subiram ao pódio na Liga Regional de Handebol. O masculino e o feminino sub-20 acabaram com a medalha de prata e o no adulto das mulheres veio a conquista do bronze.

“Esses times serão a nossa base nos Jogos Abertos. A competição servirá de experiência”, destacou Luiz Fernando dos Anjos.