Oficina “Como fazer um Documentário” tem inscrições abertas

"Entre a ciência e a arte, o Cinema Antropológico é uma expressão original do documentário.

Estão abertas as inscrições oficina gratuita “Como fazer um Documentário - Exercícios de Antropologia Fílmica para observar e descrever com imagens", com a oficineira Daniela Gonçalves.

 A ação é uma parceria entre a Secretaria Municipal da Cultura e o Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som).

As inscrições devem ser realizadas por maiores de 16 anos pelo telefone 3402-6600, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, até o preenchimento das 20 vagas disponibilizadas.

A oficina acontecerá no próximo dia 23, das 9h às 13h, na Sala Municipal de Projeção "Emilio Pedutti Filho" - Av. Sampaio Vidal 245, piso superior - entrada pelo Museu de Paleontologia.

"Entre a ciência e a arte, o Cinema Antropológico é uma expressão original do documentário.

Os filmes de Robert Flaherty, Jean Rouch, David MacDougall, Stephane Breton, Timothy Asch, Chris Marker, Alain Cavalier, entre outros, permitem uma profunda renovação do olhar interessado à vida das sociedades contemporâneas, próximas e distantes", diz Daniela Gonçalves.

A partir de atividades práticas, a oficina propõe uma desestabilização de sentidos e percepções. "Inspirada em trabalhos desenvolvidos na escola de Nanterre, fundada por Jean Rouch, figura pioneira do filme etnográfico, essa oficina se interessa em como o uso da câmera modifica o olhar do observador sobre a realidade, e como essa experiência pode provocar reflexões e transformações", explica a oficineira.

Daniela Gonçalves é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade de Brasília e mestre em Cinema Antropológico e Documentário pela Université Paris-Ouest Nanterre la Défense.

Tem experiência na área de Comunicação, produção e montagem audiovisual e projetos culturais.

Atualmente, trabalha com edição de documentários para cinema, televisão e internet e se interessa por temas relacionados tecnologias, cultura popular, estudos de gênero e memória.