Em casa, Marília participará de 24 das 30 modalidades dos Jogos Abertos

Vôlei de praia tem presença certa na elite da competição entre os homens e mulheres

Por Jorge Luiz/foto: Christian Cabrini

A 83ª edição dos Jogos Abertos do Interior em Marília começa na próxima segunda-feira (dia 11) – vai até o dia 23 – e a cidade já confirmou que irá participar de 24 das 30 modalidades. Como sede, o município vai disputar a pontuação geral na 1ª Divisão, mas em alguns esportes a competição será na ‘Segundona’.

“Vai ser muito difícil, mas se repetirmos a colocação do ano passado (17º lugar), já estarei bastante satisfeito, pois se não me engano foi a melhor dos últimos anos”, destacou o secretário de esportes, Eduardo Nascimento.

Algumas modalidades irão disputar a elite no masculino e da 2ª Divisão no feminino ou vice-versa, pela colocação nos Jogos Regionais deste ano.

Atletismo, atletismo ACD (atletas com deficiência), badminton, boxe, capoeira, futebol, futsal, handebol, natação, natação ACD, taekwondo, tênis e vôlei de praia terão equipes de homens e mulheres na 1ª Divisão. Já o karatê vai estar na 1ª com as mulheres e na 2ª com os homens. O inverso acontece no tênis de mesa.

Ainda na elite dos Jogos Abertos, Marília terá três modalidades mistas: malha, xadrez e ‘supino raw’ (halterofilismo). Os esportes da 2ª Divisão serão: basquete masculino (até 20 anos) e feminino (livre), biribol (homens), bocha (homens), ciclismo (os dois), judô (os dois) e vôlei até 20 anos no masculino e livre no feminino.

“Não temos como competir com as principais potencias (São Caetano, São José, Santos e outras). Essas cidades têm um orçamento até dez vezes maior que o nosso e contratam até atletas olímpicos e internacionais. Nosso foco é trabalhar com o atleta da cidade e dar a ele essa oportunidade de participar de um evento grandioso como esse em casa”, ressaltou Eduardo Nascimento.

Investimento

Mais de 17 mil pessoas entre atletas e técnicos vão estar em Marília entre 11 e 23 deste mês. “Já é comprovado que nesse período a injeção na economia da cidade é em torno de R$ 30 milhões. O custo total deste evento é praticamente do Estado. Nossa contrapartida é fornecer a estrutura para os jogos, os alojamentos e equipe de apoio.

Teremos delegações alojadas em municípios da região e isso também vai ‘aquecer’ a economia deles”, frisou Eduardo Nascimento. A Secretaria de Esportes do Estado repassou ao município R$ 1,3 milhão para os Jogos Abertos.