Honda PCX 150 2020 traz gama de opções ampliada

A scooter campeã em vendas do mercado brasileiro completa um ano da sua mais ampla e bem sucedida atualização técnica e estética com novas opções de cores

Apresentada aos brasileiros em meados de 2013, a scooter Honda PCX 150 imediatamente conquistou a liderança no segmento, mas não só: de fato, foi através da PCX que as scooters se tornaram verdadeiramente populares em nosso país, trazendo novos usuários para o mundo das duas rodas e também conquistando fãs de outros segmentos.

 

Hoje, após seis anos de mercado e nada menos do que 165.876 unidades produzidas (até setembro de 2019), o panorama é claramente favorável ao segmento das scooters, um dos que mais cresce atualmente no Brasil. Entre os donos de PCX há motociclistas de todos os tipos, desde iniciantes que entenderam ser este o vetor ideal para os “primeiros passos” ao guidão de um meio de duas rodas motorizado como motociclistas experientes, fascinados pela praticidade e excelência do modelo em termos de performance global.

 

Veículo para o dia a dia? Prática opção de deslocamento para deixar a supermoto na garagem esperando o lazer do final de semana? Sábia alternativa ao automóvel para melhorar a qualidade de vida, escapando das horas preso em engarrafamentos? A PCX é tudo isso, e mais um pouco.

 

São quatro as versões 2020 da PCX: às mais requintadas PCX 150 Sport ABS e PCX 150 DLX ABS e a versão “porta de entrada” no mundo PCX, à PCX 150 CBS se junta a PCX 150 ABS, que traz a opção da frenagem assistida eletronicamente na roda dianteira a um modelo de preço contido, pouco superior ao preço da PCX 150 CBS Standard.

 

Ciclística

A parte ciclística da PCX sempre foi um elemento de destaque pela agilidade e facilidade de condução proporcionada. O conjunto chassi e suspensões recebeu importantes mudanças nesta que é a 3ª geração do PCX.

 

Para oferecer ainda mais conforto ao condutor e passageiro, um novo par de amortecedores traseiros foi desenvolvido. Além de um novo ajuste na parte hidráulica e carga das molas – reguláveis em três posições –, os pontos de fixação superiores no novo chassi tubular de aço foram deslocados à frente, aperfeiçoamento que aumentou a suavidade do funcionamento da suspensão traseira sem prejudicar sua eficiência.

 

Outra importante evolução foi no âmbito da frenagem: o sistema ABS – Antilock Brake System –, que impede o travamento da roda dianteira em frenagens abruptas, agora equipa não apenas as versões “top” PCX 150 DLX e PCX 150 Sport, como também uma versão de preço mais acessível. Todas as PCX dotadas de ABS contam com freio a disco na roda dianteira e traseira, ambas de 14 polegadas.

 

A mais acessível das versões da PCX preserva o consagrado sistema de freios CBS (Combined Brake System), com disco na dianteira e tambor na traseira, adequado para condutores novatos pela ação do freio em ambas rodas através de um único comando, a manete da esquerda.

 

Motor

Destaque técnico das PCX é o motor de 149,3 cm 3, monocilíndrico SOHC (Single Over Head Camshaft), 4 tempos, com injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection), arrefecido a líquido e com transmissão automática continuamente variável CVT (V-Matic). 

 

Uma característica do motor das PCX é o sistema de arrefecimento a líquido dotado de ventoinha de refrigeração para o radiador, o que permite fluxo de ar constante, que independe do movimento. Seja no para e anda do trânsito pesado ou rodando em vias mais livres, este padrão de refrigeração constante oferece uma estabilidade térmica ideal, o que favorece a durabilidade e menor consumo de combustível e lubrificante.

 

Aperfeiçoamentos importantes também visaram a parte ciclística desta 3ª geração da Honda PCX150. O funcionamento da suspensão traseira foi aprimorado através do novo par de amortecedores, com três estágios de regulagem nas cargas das molas e nova calibração da parte hidráulica. 

 

Praticidade 

A praticidade é, seguramente, um fator indissociável de qualquer scooter. Nas PCX tal qualidade alcança um patamar superior. Fator positivo desta nova geração das PCX é a mola que mantém o assento em posição aberta enquanto objetos são acomodados no compartimento sob o banco, recordista em capacidade (28l) em sua categoria. O prático sistema de abertura do banco se dá através de tecla situada ao lado do botão de partida, tecla esta que também aciona a abertura da tampa que encobre o acesso ao reservatório de combustível (8 litros), entre as amplas plataformas para os pés do condutor.

 

No lado esquerdo do escudo frontal, um compartimento com portinhola dispõe de tomada de força de 12V e é capaz de abrigar um smartphone, uma pequena garrafa ou outros objetos de pequeno volume.