Casa Cidadã está aberta a voluntariado

Serviço municipal oferece refeições e pernoite

Por Ana Carolina Godoy / Foto Divulgação

A Casa Cidadã, que recebe a população de rua para pernoite, está aberta ao voluntariado. Por enquanto apenas um grupo de evangélicos tem comparecido duas vezes por semana no abrigo municipal. A população pode contribuir com prestação de serviços diversos, palestras, oficinas ou somente com conversa.

O abrigo está vinculado à Assistência Social do Município. As portas são abertas às 17 horas. Os acolhidos têm local para deixar seus pertences pessoais, tomam banho, recebem o jantar, uma cama para dormir e saem às 7h do dia seguinte, após tomarem café da manhã.

O trabalho visa a proteção individual das pessoas em situação de rua, mas também o resgate à cidadania. O programa federal de saúde, Consultório na Rua, que Marília incorporou a partir deste mês, já tem equipe montada. Uma das frentes do trabalho será presença na Casa Cidadã para orientação aos acolhidos.  

No entanto, desde que abriu, em junho deste ano, a Casa de Passagem tem convite aberto para a sociedade. O serviço substituiu a Casa de Passagem e tem uma visão mais ampla de cidadania e dignidade, tendo, inclusive, quarto separado para homens, mulheres e famílias ou para os que não são heterossexuais.

A capacidade da Casa Cidadã é de 50 pessoas. “Estamos fechando o corte de cabelo com um profissional voluntário, mas, por enquanto, apenas um grupo de evangélicos comparece para orações, louvores e orientações. A ajuda da população é bem-vinda”, disse o chefe da unidade, Rafael Alvares.

O público-alvo é o morador de rua, mas também pessoas em situação de rua por diferentes motivos, como imigrantes e pessoas que chegam a cidade e não tem recurso pra voltar para casa por conta própria. A Casa Cidadã funciona na rua Paraíba, nº 674. O telefone da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social é 3401-2450.