Demanda supera oferta. Mutirão dura mais 3 dias

Carreta Mulheres de Peito está estacionada dentro do Hospital das Clínicas

Por Ana Carolina Godoy / Foto Edio Junior

A demanda pelo mutirão de mamografia tem superado a oferta de vagas. A Carreta do Estado está atendendo as mulheres desde a última terça-feira em Marília. E segue até a próxima quinta (31).

O exame é feito pelo SUS exclusivamente para mulheres com mais de 35 anos de idade. O diagnóstico é à distância pelo Serviço de Imagem da Secretaria da Saúde.

As mulheres que têm conseguido fazer o exame são as que chegam bem cedo. A carreta abre às 9h com distribuição de 50 senhas, mas a demanda tem excedido a oferta de vagas.

A coordenação do mutirão informou que a procura por jovens com menos de 35 anos tem sido alta, mas o público-alvo da Carreta Mulheres de Peito é acima dessa idade.

Mulheres com mais de 50 anos não precisam de pedido médico para fazer o exame, devendo levar apenas o RG, o cartão SUS e um comprovante de endereço.

Foi o caso da pensionista Irene Faria Faustino, que tem mais de 60 anos. Ela passou pela mamografia na semana passada. “Eu estava na lista de espera municipal há meses e achei muito boa essa oportunidade”.

Já as mulheres de 35 a 49 anos de idade precisam apresentar os mesmos documentos e mais o pedido médico, que pode ter sido emitido pela rede pública ou particular.

A carreta fica no estacionamento do Hospital das Clínicas, que cedeu uma sala para a espera das mulheres, ao lado da estrutura do mutirão. A entrada é pelo portão 5, localizado na rua Orlando Riguetti, s/nº, bairro Fragata.

A oportunidade dura mais três dias, hoje, quarta e quinta-feira (31), com 150 vagas. O HC também cede uma sala para a espera das pacientes que pegaram a senha logo cedo.

A Carreta Mulheres de Peito percorre as regiões do estado por conta do Movimento Outubro Rosa, de prevenção ao câncer de mama. Mulheres com diagnóstico suspeito são encaminhadas para serviços SUS para confirmação da doença e tratamento.