Nos 20 anos do quimbol, mariliense é homenageada

Em Marília, a modalidade é praticada na Escola Estadual Prof. Amilcare Mattei

Introdutora do quimbol (esporte) em Marília, a professora de educação física, Mônica Cristina Camargo Neves, foi homenageada na Câmara de Vereadores de Piracicaba, no último dia 30, data em que a modalidade completou 20 anos de surgimento. A mariliense recebeu esse reconhecimento pelo trabalho realizado desde 2018 com esse esporte (desconhecido para muitos) na Escola Estadual Prof. Amilcare Mattei, como disciplina eletiva.

Agradeço a todos por mais esse dia inesquecível e de muita emoção. Foi uma honra enorme ter participado deste dia tão especial com a ‘Família Quimbol’”, declarou Mônica Cristina. “Como a grande maioria dos esportes, o quimbol oferece o prazer pela atividade física, ensina os valores de honestidade, integração e interação, entre outros tão importantes para a formação destes jovens praticantes”, explicou.

O quimbol é o único esporte coletivo de raquetes e foi criado através de uma brincadeira no Pontal do Paranapanema por Joaquim Bueno de Camargo, em 1947, com o objetivo de reunir as famílias e amigos. Em 2009 a modalidade tornou-se oficialmente um esporte e hoje é praticado em várias cidades. “Acabou se tornando uma grande sensação no Amilcare e praticamente se joga todos os dias, no intervalo de almoço pelos alunos”, frisou a professora de educação física.