Santuário faz hoje a 35ª Romaria do Apostolado da Oração

Neste ano o evento abordará o tema “Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo

Como acontece há 35 anos, romeiros de dezenas de municípios do estado de São Paulo e de outros estados são esperados hoje (15) no Santuário Sagrado Coração de Jesus, em Vera Cruz, para a 35ª edição da Romaria Interdiocesana do Apostolado da Oração.

 

Neste ano o evento abordará o tema “Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo”, anunciado pelo Papa Francisco no dia Mundial das Missões, em 2017, para o Mês Missionário Extraordinário que será celebrado em outubro, devido ao centenário da carta Apostólica Maximum Illud de seu predecessor o Papa Bento XV. O objetivo é reavivar a consciência batismal do Povo de Deus em relação à missão da Igreja.

 

Os romeiros passam o dia na cidade onde participam de diversas atividades religiosas, como caminhada com a reza do terço, missa, momento de animação e louvor, bênção do Santíssimo e Celebração do Envio.

 

Padre Marcos Ortega, pároco e reitor do Santuário, convida a comunidade para participar do evento. A Romaria do Apostolado da Oração acontece anualmente em Vera Cruz no terceiro domingo de setembro e reúne milhares de fiéis para um grande encontro de fé, que é fonte de graças e bênçãos.

 

Confira a programação:

 

08h: Chegada dos Romeiros: acolhida, café da manhã, identificação das Paróquias;          09h: Caminhada das caravanas de romeiros com a reza do terço; 10h30: Missa festiva presidida pelo Rvmo. Padre Tiago Barbosa; 12h: Almoço; 13h30: Apresentação: A igreja de Cristo em missão no mundo; 14h30: Benção Solene do Santíssimo e Celebração do Envio. As paróquias interessadas em participar podem entrar em contato para outras informações através do email: sscjesus@terra.com.br ou pelo telefone (14) 3492- 1674.

 

A HISTÓRIA DA ROMARIA

 

Em 28 de outubro de 1939 aconteceu a 1ª Romaria em Vera Cruz, sendo a primeira concentração religiosa, junto com a inauguração provisória do Santuário Sagrado Coração de Jesus. A obra não estava concluída, mas isso não foi impedimento para os devotos vindos de várias cidades, entre elas Araçatuba, Bauru, Tupã, entre outras, por todos os meios de locomoção possíveis (caminhões, jardineiras, carroças, trens e outros). Naquela época, a Cia Paulista de Estrada de Ferro, previamente informada e solicitada, acrescentou vários vagões de passageiros às composições ordinárias e organizou mais dois trens especiais, um com 10 carros de Bauru, e outro com 16 carros de Marília para a Festa de inauguração do Santuário.

 

“A hospitalidade, o esplendor das solenidades programadas, e o clima emocional que se viveu naquela tarde em Vera Cruz criaram condições para o deslumbramento que foi a 2ª Romaria, realizada no ano seguinte, também no mês de outubro, na Festa do Cristo Rei, com a presença de 8.000 romeiros,” disse Monsenhor Florentino Santamaria, o Reitor do Santuário à época.

 

A 3ª Romaria foi organizada pelos Apostolados da Oração da Diocese no mês de junho de 1941, por ocasião da Festa Litúrgica do Sagrado Coração de Jesus. Nessa época, com a participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial, o clima de guerra dominando o país durante e no pós-guerra, foi aconselhável a suspensão dessas grandes concentrações religiosas.

 

Consolidação

 

As romarias foram retomadas somente em 1984, com o incentivo do Cônego Antônio Flumian, juntamente com Monsenhor Santamaria, e não pararam mais. Todos os anos, no 3º domingo de setembro acontece a Romaria Interdiocesana do Apostolado da Oração, que ano após ano, solidifica o amor pelo Sagrado Coração de Jesus.

 

O APOSTOLADO DA ORAÇÃO

 

O Apostolado da Oração é um movimento religioso composto por leigos católicos. A finalidade é a santificação pessoal e a evangelização das famílias com especial devoção ao Sagrado Coração de Jesus. O sentido do apostolado é a doação a Deus, pelo conhecimento da palavra, pela oração, pelo oferecimento diário e pela fidelidade à igreja.

 

No livro dos estatutos do AO, encontra-se a definição: “O AO constitui a união dos fiéis que, por meio do oferecimento cotidiano de si mesmos, se juntam ao Sacrifício Eucarístico, no qual se exerce continuamente a obra de nossa redenção, e desta forma, pela união vital de Cristo, da qual depende a fecundidade apostólica, colaboram na salvação do mundo”.