Santa Casa reduz recusa de doação de 70% para 40%

Neste Setembro Verde, movimento de conscientização sobre o tema

A Santa Casa de Marília é o quinto maior centro de transplantes renais do estado de São Paulo, com 60 procedimentos realizados desde 2017.

 

E o hospital também faz captação de órgãos. Neste ano já foram feitas 13 retiradas e no ano passado, 25. O hospital “abraça” o Movimento Nacional Setembro Verde, de conscientização sobre a doação de órgãos, com palestras, orientações e caminhada para divulgação.

 

Foram 23 transplantes de rins (22 de doadores falecidos e um de doador vivo) em 2017.

 

Outros 20 procedimentos (todos de doadores falecidos) em 2018 e neste ano, de janeiro a julho, foram realizados 17 transplantes de rim (todos doadores falecidos).

 

Para Marília e região, a Santa Casa é referência também em tratamento renal. São mais de 300 pacientes atualmente entre hemodiálise e diálise. Quanto à captação, em 2018 a Santa Casa de Marília fez a retirada de um coração, oito rins, dois fígados, dois pulmões e 12 córneas. Neste ano, até o momento, foram mais um fígado, dois pulmões, dois rins e oito córneas. Esses órgãos são enviados aos hospitais de referência para os transplantes seguindo todo o protocolo de segurança.

 

A programação em torno do Movimento Setembro Verde na Santa Casa começou na última segunda-feira, com uma palestra sobre Doação de Órgãos. Na próxima semana, também segunda (16) o evento se repete com a equipe multiprofissional, oportunizando a participação de mais pessoas. Serão duas edições, às 14h e às 19 horas, no salão de reuniões do hospital.

 

No dia 27 de setembro, uma sexta-feira, será feito um pedágio para marcar o Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos com representantes da Cihdott (Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante da Santa Casa).

 

O objetivo é a divulgação do tema e da importância de se falar sobre ele, demonstrando a intenção de ser um doador.

 

O posto de orientação será montado nas dependências do hospital com abordagens das 6h às 7h, das 12h às 13h e das 18h às 19h. E no dia 29, último domingo do mês, haverá a 2ª Caminhada pela Vida na Avenida das Esmeraldas, com saída da praça da Emdurb às 9h, seguindo até o Polysport e retornando ao ponto de partida.