MAC tem menos torcida que Francana e Tupã no 'Grupo 13'

Goleiro Ian fraturou o dedinho da mão direita e ficará duas semanas fora da equipe

Mesmo invicto no estádio Bento de Abreu neste Campeonato Paulista da 4ª Divisão (Sub-23), o Marília Atlético Clube (MAC) tem apenas a sexta maior média de público pagante entre os 16 remanescentes da competição, com 859 torcedores por jogo. Integrante do ‘Grupo 13’ desta 3ª fase, o Alviceleste fica atrás nesse quesito de Francana, que lidera esses números (1.760) e do Tupã (1.178). A média só não é menor na chave que a do Catanduva FC, que aparece com 263.

Além de Francana e Tupã, o Marília está atrás no quesito ‘média de público pagante’ de outras três agremiações, que possuem mais de mil torcedores por partida: São José (1.319), Paulista de Jundiaí (1.063) e Fernandópolis (1.028). O jogo maqueano em casa com mais torcida nesta ‘Bezinha’ foi no empate de 1 a 1 com o Rio Branco, pela 2ª fase, no dia 26 de julho, com 1.555 pagantes.

Das nove partidas realizadas no Abreuzão até o momento, apenas mais três o público pagante passou de mil: empate de 0 a 0 com o Itararé (1.042), empate de 1 a 1 com a Santacruzense (1.029) e na goleada sobre o Tupã por 4 a 0 (1.032). O menor número de torcedores em casa foi no empate de 1 a 1, diante do Assisense (486), pela última rodada da 1ª fase.

A atual média maqueana de público pagante (de 859) é a pior dos últimos oito anos em estaduais. Essa marca só fica à frente do Paulista da Série A-2 de 2011 (ano do rebaixamento), com 440 pagantes por jogo. Invicto no estádio Bento de Abreu nesta 4ª Divisão, com cinco vitórias e quatro empates, o MAC não perde em casa há 12 partidas. A última derrota aconteceu no dia 24 de fevereiro de 2018, pelo Paulista da Série A-3, quando o time levou de 2 a 1 para o Atibaia.

Mais um desfalque

Ontem à tarde, o departamento médico maqueano confirmou, através de exame de Raio-X, que o goleiro Ian teve uma fratura no dedinho da mão direita e irá ficar mais 15 dias fora da equipe. O atleta se machucou no começo da semana passada e já não tinha sido relacionado para o jogo em Franca. O substituto de Geílson no banco de reservas, pelos próximos três jogos será Lyon.

Ian é o segundo desfalque certo do técnico Ricardo Costa, que também não poderá contar com o lateral-direito Mateus Mima, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Recuperado de lesão muscular, o atacante PH voltou aos treinos nesta semana, mas o treinador já adiantou que ele não será relacionado para o jogo de amanhã, às 20h, contra a Francana, no Bento de Abreu.

Para a vaga de Mima são duas opções. A primeira é a entrada do lateral-direito Matheus Pivô e a segunda é o zagueiro Raphael ser deslocado para o setor, já que atuou pela direta quando defendeu o EC São Bernardo na Série A-3 deste ano. Se essa for a escolha, Brunão e Guilherme Café disputam uma vaga ao lado de Gutierrez. Outra provável mudança de Ricardo Costa é a volta do atacante Breno, no lugar do volante Eduardo.

Hoje (dia 5), às 18h, no Abreuzão, o Marília faz o último treino antes da partida e assim como ontem, o trabalho será com portões fechados. O provável time titular jogará com: Geílson; Raphael, Gutierrez, Brunão (Matheus Pivô) e Lucas Praxedes; Hebert, Mykaell e Ícaro; Erik Bessa, Breno e Lucas Lima.

 

A média de público pagante dos 16 times desta 3ª fase:

 

1º Francana – 1.760

2º São José – 1.319

3º Tupã – 1.178

4º Paulista – 1.063

5º Fernandópolis – 1.028

6º Marília – 859

7º Rio Branco – 837

8º Amparo – 643

9º Flamengo – 442

10º Assisense – 356

11º Independente – 352

12º Catanduvense – 330

13º Itapirense – 327

14º Catanduva – 263

15º Guarulhos – 188

16º Mauá – 180