Pesquisa revela que 17% das mulheres latinas têm medo de viajar sozinhas

Por outro lado, 62% das mulheres latino-americanas afirmam que já fizeram pelo menos uma viagem em sua própria companhia para outro país.

Medo e insegurança. É o que sentem 17% das mulheres latino-americanas quando o assunto é viajarem sozinhas.

Pesquisa revelada pela Booking.com mostrou ainda que 16% das mulheres nunca nem pensaram na possibilidade, enquanto 55% justificam que preferiam a companhia de outra pessoa durante seus roteiros.

O estudo mostra também que 38% das mulheres latinas nunca se aventuraram numa viagem em sua própria companhia.

O resultado é fruto de uma pesquisa feita em março de 2019 com quatro mil pessoas do Brasil, México, Colômbia e Argentina - sendo mil por país, com homens e mulheres de 18 a 60 anos que já realizaram pelo menos duas viagens internacionais.

Por outro lado, 62% das mulheres latino-americanas afirmam que já fizeram pelo menos uma viagem em sua própria companhia para outro país.

Na liderança do motivo está a liberdade para fazer o que quiser (35%). Em seguida, elas citam a falta de companhia (22%), oportunidades de conexão interior (18%) e conhecer gente/fazer novos amigos (12%).

Os destinos fora da América Latina são os preferidos das brasileiras (32%) e mexicanas (28%) que viajam por conta própria, enquanto argentinas (36%) e colombianas (35%) viajam mais para países da América Latina.

Dentro do continente, Argentina (62%), Chile (54%) e Uruguai (41%) são os países preferidos das mulheres brasileiras que viajam sozinhas.

A pesquisa também questionou, desta vez aos homens, quais as percepções que eles têm das mulheres que viajam por conta própria.

Para eles, 65% são independentes, 54% aventureiras, 51% seguras de si e 40% corajosas. Em meio aos viajantes brasileiros, os números sobem para 71%, 52%, 53% e 49%, respectivamente.

Guia para as que viajam sozinhas

A empresa agregadora de passagens aéreas e hospedagens lançou, junto da pesquisa, um guia desenvolvido em parceria com a Think Olga, uma ONG feminista criada em 2013 com o objetivo de empoderar mulheres por meio da informação. O material está disponível no site Mulheres pelo Mundo.

No guia, de dicas de segurança relacionadas à violência, passando por como aproveitar ao máximo experiências, até maneiras de como proceder ao conhecer novas pessoas durante a viagem.