“MAC Dia Feliz”: Até na base Elosport é humilhado no Abreuzão

Estreante Gustavo Nescau (à dir.) marcou duas vezes na goleada de 8 a 1 pelo Paulista Sub-20

 

No dia em que crianças da Oncologia Pediátrica da Santa Casa da cidade foram beneficiais com a campanha “McDia Feliz”, o Marília Atlético Clube (MAC) não teve caridade com o Elosport/Capão Bonito e voltou a humilhar o adversário, no estádio Bento de Abreu. Hoje (dia 24), pela 4ª rodada do Campeonato Paulista Sub-20 da 2ª Divisão, o Maquinho fez 8 a 1. Há dois meses (7 de junho) pelo profissional, massacre de 10 a 1, sendo a maior goleada da história do Tigre em partidas oficiais.

Além do técnico Luís Carlos Vieira, cinco jogadores do Elosport estiveram nesses dois ‘atropelos’ maqueanos: o zagueiro Caio Negão, os volantes André, Pedro e Victor Sasho; e o atacante Liniquer. Com a goleada de 8 a 1, o MAC encerrou esse primeiro turno desta 1ª fase do estadual e entrou no G-2 (zona de classificação), assumindo a vice-liderança do ‘Grupo 3’ com sete pontos – três a menos que o líder XV de Jaú, que folgou na rodada.

Na outra partida do grupo, o Assisense fez 1 a 0 em casa na Santacruzense. O próximo compromisso do Maquinho será no dia 31 (sábado), às 15h, novamente no Abreuzão, contra a Santacruzense.

Os gols

O jogo de ontem ameaçou ser equilibrado e com dificuldades para o Marília, que já havia perdido o primeiro jogo em casa para o XV de Jaú (2 a 1). O Elosport abriu o placar logo aos oito minutos de partida. O atacante Liniquer recebeu a bola pela direta, aplicou um ‘drible da vaca’ no lateral Felipe Mello, invadiu a grande área em diagonal e mesmo sem muito ângulo chutou forte no alto para fazer 1 a 0.

O empate não demorou e veio aos 14 minutos. Dagoberto recebeu passe em profundidade pela direita, viu o marcador chegar primeira na bola, mas se atrapalhar no corte. O lateral tomou a bola do adversário dentro da área e cruzou rasteiro na segunda trave para o atacante Luan só escorar para o gol (1 a 1). A virada só aconteceu aos 38, mas acabou sendo um golaço. Dagoberto e Pedro disputaram uma bola pelo alto perto da intermediária e ela sobrou pingando para o volante Tico, que mesmo de muito longe, arriscou de primeira, mandando a meia altura no canto esquerdo do goleiro John (2 a 1).

Ainda no primeiro tempo deu tempo do estreante Gustavo Nescau marcar o seu. Aos 44 minutos, Tico cruzou pelo alto da esquerda e o centroavante maqueano apareceu livre na pequena área, para cabecear no canto direito (3 a 1). Na volta do intervalo a “porteira foi aberta de vez”. Aos 4, o volante Milton roubou a bola no meio-campo, a levou em direção ao gol, tocou de lado para o meia Matheus Coruja, que tabelou curto com o meia-atacante Diego Carvalho e de frente com o goleiro só escolheu o canto (4 a 1).

Também estreante, Diego Carvalho foi novamente o ‘garçom’ no quinto gol, aos 19 minutos. Em passe rasteiro pelo meio, ele viu o atacante João Victor, que havia acabado de entrar, correndo pelo meio. O jogador ganhou na velocidade do marcador e só bateu de bico para tirar do goleiro (5 a 1).

O sexto gol também contou com a assistência de Diego Carvalho. O mariliense carregou a bola livre pelo meio até próximo à área e viu Gustavo Nescau entrar pela esquerda sozinho. O centroavante bateu de primeira e mandou no canto direito (6 a 1). Para fechar o jogo dois gols de Diego Carvalho em dois minutos. Aos 36, ele recebeu a bola na entrada da área e bateu rasteiro no canto direito (7 a 1). No minuto seguinte, o lateral Felipe Mello arrancou pela esquerda, foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro para o meia-atacante só empurrar para o gol vazio.

 

Marília – Caio; Dagoberto (Coelho), Danilo (Alisson), Vinícius Ferreira e Felipe Mello; Tico, Milton (Gustavo) e Matheus Coruja (Carlão); Diego Carvalho, Luan (João Victor) e Gustavo Nescau (Vinícius Lira). Técnico: Daniel Sabino.

 

Elosport – John; Felipe, Caio Negão, Aryston e Chacau (Junior); Pedro (Victor Sasho), André e Rannieri (Zé Maurício); Paulo (Maranhão), Liniquer (Paulo André) e Vitor (Victor Silva). Técnico: Luís Carlos Vieira.