Descubra a natureza e a rica vida marinha de Puerto Madryn, na Patagônia Argentina

Por lá, é possível observar e até interagir, em alguns circuitos especiais, com animais como baleias francas-austrais, golfinhos, pinguins e leões-marinhos.

A cidade de Puerto Madryn, que fica no nordeste da província de Chubut, na Patagônia Argentina, é um destino onde a natureza exuberante forma belas paisagens e rende roteiros de ecoturismo, aventura, e muito mais.

Por lá, é possível observar e até interagir, em alguns circuitos especiais, com animais como baleias francas-austrais, golfinhos, pinguins e leões-marinhos.

As gigantes nadadoras, que têm uma temporada especifica que vai de junho até dezembro, se reúnem para se reproduzir e amamentar seus filhotes a apenas 15 quilômetros da cidade.

Ao longo dos 25 quilômetros de costa localizados entre Punta Arco e Cerro Prisático, o visitante pode encontrar esses impressionantes cetáceos a poucos passos de distância.

Há duas opções principais para fazer o passeio: uma por El Doradillo, a 15 quilômetros de Puerto Madryn, que permite observar os animais a poucos metros da costa, graças às suas águas calmas e sua incomum profundidade; e outra por Puerto Pirâmides, em um circuito que passa ainda pelas falésias de Punta Delgada, Punta Cantor e pela Caleta Valdés, habitada por uma grande variedade de fauna.

Vale lembrar que a estação das baleias varia seus dias todos os anos e não é possível saber exatamente a hora em que eles chegarão e partirão.

Também deve ser levado em conta que as baleias não chegam ou partem todas juntas e, por este motivo, no início e no final da temporada há menos quantidade e torna-se mais difícil observá-las.

Mais vida marinha

A vida marinha é bastante rica em Puerto Madryn e seus arredores e não se limita às gigantes do mar.

Ali é possível observar, por exemplo, a maior colônia de pinguins da América do Sul, em Punta Tombo, onde estão os Pinguins de Magalhães ou os leões marinhos na reserva natural de Punta Loma, que podem ser admirados durante o ano inteiro.

Patrimônio da Unesco

Puerto Madryn também abriga um Patrimônio Mundial da Humanidade da Unesco: a Peninsula Valdés. Considerado uma das reservas naturais mais importantes do Hemisfério Sul, com uma área de 3.625 km², o lugar foi construído com o objetivo de conservar um habitat crucial para a vida de milhares de animais que se encontram em perigo de extinção.

Em suas praias, é possível observar gigantescas colônias de pinguins, elefantes marinhos, golfinhos, aves migratórias litorâneas, entre outras espécies.

Quem leva

A Brasileiros em Ushuaia, operadora com expertise de 5 anos em roteiros pela Patagônia Argentina, está atuando no destino desde junho deste ano e conta com roteiros para explorar o melhor da região em contato com a natureza, fauna e flora.

Mais informações: brasileirosemushuaia.com.br