Amei/Marília vai ter dois representantes no Parapan

Alana Maldonado vai competir no judô e Daniel Martins disputa os 400 m rasos

Os Jogos Parapan-Americanos do Peru começam na próxima sexta-feira (dia 23), na capital Lima e a Associação Mariliense de Esportes Inclusivos (Amei) terá dois representantes. Um deles é Daniel Martins, corredor dos 400 metros rasos para deficientes intelectuais. A outra é a judoca Alana Maldonado, que compete na categoria até 70 quilos para deficientes visuais. Os dois são favoritos à medalha.

Nascido em Marília, Daniel Martins tem 23 anos e é o grande favorito na prova dos 400 metros rasos para deficientes intelectuais (classe T20). O atleta é o atual bicampeão mundial e medalhista de ouro na última edição das Paralimpíadas do Rio de Janeiro de 2016. O mariliense surgiu como um fenômeno no final de 2015, quando venceu o Campeonato Mundial logo em sua estreia e de lá para cá, venceu todas as competições internacionais que disputou. Esse ano, bateu seu próprio recorde na prova, no Open Internacional de São Paulo, em abril, com a marca de 46 segundos e 86 centésimos.

Atual campeã mundial, Alana Maldonado é natural de Tupã e vai disputar sua segunda edição de Parapan. A primeira foi em 2015, em Toronto (Canadá) e a judoca terminou com a medalha de prata. Em 2019, a atleta da Amei já subiu ao pódio quatro vezes em competições internacionais. Ela foi campeã do Grand Prix de São Paulo e do German Open, e vice do Grand Prix da Turquia e do IBSA Qualyfier dos EUA. Alana é vice-líder do ranking mundial na categoria peso médio (até 70kg). Nas Paralimpíadas do Rio de Janeiro em 2016, terminou com a medalha de prata.