“Sonho de Ícaro”: Meia tem participação em 35% dos gols do MAC

Ícaro tem 13 jogos com 4 gols, 6 assistências e dois pênaltis sofridos que resultaram em gol

“Voar, voar. Subir, subir”. O começo da música de Byafra, “Sonho de Ícaro”, resume um pouco o momento vivido pelo meia Ícaro, um dos destaques do Marília Atlético Clube (MAC) no Campeonato Paulista da 4ª Divisão (Sub-23). O camisa 10 maqueano tem subido de produção a cada rodada e na última, na goleada de 6 a 0 sobre o Joseense, no estádio Bento de Abreu, ele marcou um gol e deu duas assistências.

Ícaro tem 13 jogos com a camisa maqueana é responsável por 12 dos 34 gols (35,2%) marcados pelo Alviceleste na ‘Bezinha’. São quatro bolas na rede, seis assistências e dois pênaltis sofridos, que resultaram em gol. “Fico muito feliz com esses números, que são fruto de muito trabalho. Temos um elenco muito qualificado, montado pelo técnico Ricardo Costa, que ajuda no desempenho individual. Essa qualidade facilita demais meu trabalho”, comentou.

O meia canhoto reconhece que atravessa uma das melhores fases de sua carreira, já que tem quatro gols e é um dos vice-artilheiros do time, só atrás dos atacantes Lucas Lima e João Féres, com cinco cada. “Estou vivendo uma boa fase, mas isso também é mérito de toda a equipe, que tem me acionado bastante nos jogos. Estou muito feliz, porque as oportunidades de fazer gol também estão surgindo. Espero seguir nesse ritmo”, frisou.

Ícaro disse que o treinador tem pedido para que ele entre na área para finalizar e falou da responsabilidade de ser o camisa 10 do Marília. “O MAC é uma equipe de 1ª Divisão, que tem uma torcida maravilhosa, camisa pesada e mesmo na 4ª Divisão a cobrança aqui é sempre maior. O Ricardo sempre cobra para eu também entrar na área para finalizar e essa minha fase (artilheira) é mérito dele também”, explicou.

Elenco completo

Para a estreia do Alviceleste na 3ª fase, contra o Catanduva, neste sábado (dia 17), às 15h, fora de casa, o técnico Ricardo Costa terá elenco completo. O zagueiro Raphael retirou o gesso da mão esquerda na última sexta-feira e o atacante Luís Guilherme está recuperado de contusão na coxa. Ambos estão liberados pelo departamento médico. Como de costume, o treinador não falou sobre o time titular, mas a tendência é que os pendurados: Brunão (zagueiro) e Mykaell (volante), poupados no jogo passado, retornem ao formato principal nas vagas de Guilherme Café e Matheus Chiclete, respectivamente e sejam as únicas mudanças.

O provável Marília irá atuar no fim de semana com: Geílson; Mateus Mima, Gutierrez, Brunão e Lucas Praxedes; Hebert, Mykaell e Ícaro; Erik Bessa, PH e Lucas Lima. Nesta 3ª fase da Bezinha, o Marília está no grupo com: Francana, Tupã e Catanduva. Todos jogam entre si em dois turnos e somente os dois primeiros colocados avançam para as quartas de final.

 

Participação de Ícaro nos 12 gols:

 

1x0 Elosport (fora): assistência

1x0 Assisense (fora): sofreu pênalti

2x1 Vocem (casa): uma assistência

10x1 Elosport (casa): dois gols e sofreu pênalti

1x0 Santacruzense (fora): assistência

1x1 Joseense (fora): assistência

2x2 Rio Branco (fora): um gol

6x0 Joseense (casa): um gol e duas assistências