MAC joga a última rodada para se garantir ‘cabeça de chave’ na 3ª fase

Jogo contra o Joseense no estádio Bento de Abreu, acontece hoje às 10h

Já classificado no Campeonato Paulista da 4ª Divisão (Sub-23), o jogo de hoje (dia 11), contra o Joseense, às 10h, no estádio Bento de Abreu, pela última rodada da 2ª fase, define apenas se o Marília Atlético Clube (MAC) será ‘cabeça de chave’ no sorteio para a 3ª fase, que acontece amanhã (12). Para se manter no “pote 1”, o Alviceleste precisará vencer neste Dia dos Pais, para não depender de outros resultados.

Pelo regulamento da Federação Paulista de Futebol (FPF), os quatro ‘cabeças de chave’ serão aqueles clubes com a melhor campanha na somatória das duas fases. Atualmente, o Marília tem a terceira geral em aproveitamento (66,6%) – só atrás de Paulista de Jundiaí (76,4%) e Fernandópolis (70,5%), que já estão garantidos no “pote 1” do sorteio, mesmo que percam neste domingo.

Se o MAC perder (62,5%) ou empatar (64,5%) neste domingo, poderá ser ultrapassado por até dois concorrentes. Um deles, o Flamengo de Guarulhos, já garantiu a vitória nesta última rodada, mesmo sem ter entrado em campo. É que o adversário, o José Bonifácio, foi suspenso pela FPF por não ter pago taxas de duas partidas ainda na 1ª fase e hoje será dado o WO em Guarulhos a favor do time da casa. Com isso, o clube está com 64,8% de aproveitamento.

A Francana, que tem a 5ª melhor campanha geral (62,7%) e hoje iria para o sorteio no “pote 2”, pode ultrapassar o Alviceleste, caso vença em casa o Independente de Limeira (chegaria a 64,8%), em Franca. O adversário lidera o grupo e já está classificado. O MAC ainda não sabe o que é perder no Bento de Abreu nesta ‘Bezinha’, todavia tem mais empates (4) do que vitórias (3).

Vai poupar?

Para evitar não ser ‘cabeça de chave’ na 3ª fase, o técnico Ricardo Costa não deve poupar muitos jogadores nesta última rodada. Ontem pela manhã, no Abreuzão, aconteceu o último treino, que foi novamente com portões fechados. A única mudança que o treinador deu indícios de que fará é a entrada do estreante Guilherme Café na defesa, na vaga do pendurado Brunão, que está pendurado com dois cartões amarelos e é o único jogador do time que jogou os 15 jogos até aqui.

Outros três atletas titulares do elenco podem ser suspensos da estreia na 3ª fase se receberem o cartão amarelo contra o Joseense: o lateral-direito Mateus Mima, o volante Mykaell e o meia Ícaro. Os dois únicos que não estão à disposição do técnico são: o zagueiro Raphael, que retirou o gesso da mão esquerda (fratura no dedo) na última sexta-feira e o atacante Luís Guilherme, que já está recuperado de lesão no músculo posterior da coxa esquerda e volta aos treinos amanhã.

Joseense

Na lanterna do ‘Grupo 12’ com cinco pontos, o Joseense ainda sonha com uma das vagas para a 3ª fase do estadual, mas a missão não é fácil. O time de São José dos Campos terá que vencer o Marília e torcer para o Rio Branco não ganhar em casa do Guarulhos, para poder avançar com um dos quatro melhores terceiros lugares. Para passar em 2º lugar na chave, a equipe torce por empate no outro jogo, além de precisar tirar uma diferença de quatro gols de saldo para o Guarulhos.

O problema é que o aproveitamento fora de casa do Joseense é de apenas 37,5% (duas vitórias, três empates e três derrotas). O time aposta suas fichas no atacante Wilson, quinto artilheiro geral da competição, com dez gols marcados. Sobre o time que joga hoje, o técnico Rafael Attili faz mistério.

A arbitragem para o jogo deste domingo será comandada por Paulo Sérgio dos Santos, auxiliado por Leandro Alves de Souza e Marcos Santos Vieira.

 

Marília – Geílson; Mateus Mima, Gutierrez, Guilherme Café e Lucas Praxedes; Hebert, Mykaell e Ícaro; Erik Bessa, PH e Lucas Lima. Técnico: Ricardo Costa.

 

Joseense – Guilherme Almeida; André, Giovanni, Vinícius e Igor Ramos; Luiz Carlos, Abraão, Murilo e William; Wilson e Léo. Técnico: Rafael Atilli.