Mulher é morta a tiros por irmão de companheira em Cândido Mota

A mãe da vítima e um rapaz também foram alvejados pelos disparos

A autônoma Angélica Mendes Teodoro, de 27 anos, foi assassinada a tiros na noite de sábado (10) em uma festa de familiares em Cândido Mota (cerca de 90 quilômetros de Marília).

O crime foi cometido pelo irmão de sua companheira, que não aceitava o relacionamento.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), por volta das 21h30, vítima e acusado iniciaram uma discussão motivada pelo relacionamento de Angélica com a irmã.

Na confusão, o acusado sacou a arma e efetuou disparos.

A autônoma foi alvejada na cabeça e abdômen.

Angélica ainda chegou a ser levada para hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu durante atendimento médico.

A mãe da vítima e um rapaz também foram alvejados pelos disparos.

Eles foram socorridos para hospital em Assis e permanecem internados.

O autor do crime se evadiu da chácara e não foi encontrado durante as buscas feitas pela polícia.

Ele deve ser indiciado por homicídio e duas tentativas de assassinato.