Dois de Marília disputam hoje o salto com vara no Pan-Americano

Thiago Braz é o atual campeão olímpico e Augusto Dutra disputou as Olimpíadas do Rio 2016

Depois da nadadora Maria Eduarda Sumida, Marília tem mais dois representantes que vão atuar hoje (dia 10) no atletismo, dos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru). Os dois são atletas do Esporte Clube Pinheiros e vão disputar a mesma prova: salto com vara, que começa às 16h (Horário de Brasília). Um deles é conhecido mundialmente. Thiago Braz foi medalha de ouro nas Olimpíadas do Rio de Janeiro 2016. Já Augusto Dutra participou da competição no Brasil, mas não passou da 1ª fase.

Thiago Braz tem 25 anos e após o ouro olímpico, com salto de 6,03 metros (recorde olímpico), não conseguiu manter as marcas expressivas e viu seu rendimento sofrer uma pequena queda. Entre 2017 e 2018, por exemplo, não conseguiu saltar acima dos 5m70. O que não o abalou. “Eu sabia que seria difícil manter os mesmos resultados (de 2016). O Vitaly (Petrov, consultor do atleta) me explicou que era normal cair essa performance, devido a toda preparação que fazemos para o nível de competição, como uma olimpíada”.

Buscando retomar a rotina de conquistas, o brasileiro, que nesse meio tempo também enfrentou alguns problemas particulares, decidiu voltar a treinar perto da família, retomou a parceria com o técnico Elson Miranda e viu seu rendimento crescer novamente - terminando com o bronze na Liga Diamante, principal circuito de competições da IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo).

O mariliense Augusto Dutra, de 29 anos, também passou por um momento semelhante ao seu conterrâneo. Após disputar as Olimpíadas do Rio de Janeiro (não passou da 1ª fase), também viu seus resultados perderem força nas competições nacionais e internacionais. Contudo, nessa temporada, ele voltou a saltar bem e conseguiu duas marcas importantes: 5,71 metros no Sul-Americano da Argentina e 5,75 m no Grand Prix Brasil.

Nos 5,75 metros alcançado no Brasil, Augusto conquistou o título no salto com vara, vencendo Thiago Braz, que fez apenas 5,60 m. “O que mudou para mim esse ano foi a equipe que eu não tinha antes, pois não havia essa tranquilidade para trabalhar. Antes tinha que sair de Bragança Paulista para poder estar saltando, tinha que pagar um técnico e não estava recebendo nada. Hoje tenho um técnico (Henrique Camargo Martins) que conseguiu me ouvir e entender meu salto, refinando minha técnica e me colocando de volta nas grandes alturas”, relatou.

Augusto Dutra tem como melhor marca na carreira 5,82 metros, atingido em 2013. Augusto e Thiago Braz também conquistaram índice para a disputa o Campeonato Mundial em Doha, no Catar, de 27 de setembro a 6 de outubro.