Há 50 anos, GM e Boeing iniciavam projeto do veículo lunar

O veículo deveria ser leve e compacto para caber no módulo que se destaca do ônibus espacial e pousa na lua.

No último dia 16 comemorou-se o dia em que o foguete Saturno V deixou o Cabo Canaveral, na Flórida, EUA, para cumprir a missão Apollo 11 que levou os astronautas Neil Armstrong, Edwim “Buzz” Aldrin e Michael Collins para a primeira viagem à lua.

Armstrong e Aldrin chegaram ao satélite em 20 de julho daquele ano por meio do módulo lunar Eagle e registraram o momento imortal da descida no solo lunar onde ficaram por cerca de duas horas.

Cerca de dois meses antes, a Nasa especificava um projeto de construção para um veículo lunar que pudesse facilitar a exploração da Lua.

No entanto, a primeira missão serviria como laboratório e coleta de amostras para que novos veículos fossem desenvolvidos.

A General Motors e a Boeing foram contratadas para desenvolver o veículo lunar exatamente na semana em que o homem pisou na lua pela primeira vez.

Antes disso o Marshall Space Flight Center, escritório da Nasa responsável pelo projeto, havia pedido sugestões para fabricantes como Chrysler, Bendix e Grumman com especificações sobre o sistema de propulsão (elétrico), pneus e suspensão.

O veículo deveria ser leve e compacto para caber no módulo que se destaca do ônibus espacial e pousa na lua.

Em 17 meses a GM desenvolveu boa parte do projeto, especialmente a propulsão e os pneus que não poderiam ter ar em seu interior mas deveriam ser fortes para enfrentar crateras e eventualmente sair de um terreno arenoso sem atolar.

A Boeing tinha experiência no desenvolvimento das estruturas leves considerando que a lua tem 1/6 da gravidade da terra e a temperatura é muito fria, sempre abaixo de zero.

O primeiro jipe lunar tinha o conceito inspirado no Jeep Willys que chegou em 1941. Com dois lugares, estrutura toda em alumínio, tinha suspensão muito parecida com a dos automóveis.

Elétrico

O motor do veículo lunar foi desenvolvido pela Delco, empresa do grupo GM, que tinha um sistema de propulsão em cada roda.

Tinha apenas 0,25cv de força em cada pneu resultando num propulsor de 1cv, capaz de atingir 12km por hora.

Usava um par de baterias de 36volts, capazes de alimentar o sistema de comunicação (ele tinha rádio e um sistema de navegação por satélite como os GPS que usamos hoje) e propulsão com autonomia aproximadamente de 90km, sem sistema de recarga.

Afinal não tinha nem onde recarregar.

Sete protótipos foram feitos em um ano e meio e quatro versões finais foram construídas ao custo total de US$ 38 milhões do dólares, à época.

Com GPS, motor elétrico, direção elétrica (mais simples que a hidráulica), pneus run flat (com estrutura interna reforçada) e extremamente leve, podemos dizer que o veículo lunar antecipava muito sobre os carros do futuro.

O Lunar Rover Vehicle, conhecido como LRV, desembarcou na lua pela primeira vez em 1971 e foi utilizado nas missões Apollo 15, 16 e 17.